Câimbra pode estar relacionada a falta de magnésio no organismo

Câimbra pode estar relacionada a falta de magnésio no organismo

Atualizado: Quarta-feira, 8 Setembro de 2010 as 4:20

Você costuma ter câimbras? E quando sente essa contração chata e dolorosa no músculo come banana? Afinal, não é de hoje que escutamos por ai que essa fruta é indicada para prevenir as câimbras. Esqueça essa dica e saiba que é necessário muito mais do que isso para solucionar de vez o problema.

Segundo a nutricionista Denise Madi Carreiro, a câimbra está relacionada à carência de nutrientes no organismo, principalmente o magnésio, encontrado nos vegetais de folhas verdes escuras, como a couve, a rúcula, a escarola, o espinafre, o agrião, nos grãos de feijão, como lentilha, grão-de-bico e o próprio feijão e nos cereais integrais. «A população consome muito pouco alimentos ricos em magnésio e, somando-se a isso, esse nutriente é muito exigido no processo de estresse, por isso é tão carente no organismo», disse.

Ou seja, as pessoas já não ingerem fontes de magnésio (uma pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde apontou que apenas 17% da população atende as recomendações da Organização Mundial de Saúde que é consumir 400 gramas de frutas, legumes e hortaliças por dia) e ainda necessitam do nutriente no processo de estresse, problema que atinge 70% da população brasileira, de acordo com um estudo da ISMA (International Management Stress Association). Imaginem quanto esse nutriente faz falta no nosso organismo!

Além disso, o magnésio é importante porque tem a função de ativar a bomba de sódio e potássio e faz o potássio entrar na célula e agir. «As pessoas costumam achar que a câimbra é evitada através do consumo de alimentos ricos em potássio, como a banana, mas é muito difícil naturalmente ter falta de potássio no organismo», explicou a nutricionista. Portanto, o papo de comer bananas para evitar a contração deve ser desmistificado. O que previne mesmo é o consumo de fontes de magnésio.

Ainda, de acordo com Denise, a população costuma consumir muitos derivados de leite, que contem muito cálcio, mas pouco magnésio. Para se ter uma noção, esses alimentos têm nove vezes menos magnésio do que o leite materno. «Esses alimentos ajudam a eliminar o magnésio do organismo e a carência desse nutriente favorece o processo de contração, tensionamento, tremor e bruxismo».

A nutricionista recomenda que as pessoas tenham uma alimentação equilibrada para evitar as câimbras. «O ideal é equilibrar nutrientes porque o cálcio contrai o músculo e o magnésio relaxa. Nessa história não tem vilão nem bonzinho, o que deve ser feito é o equilíbrio desse alto consumo de derivados de leite com o baixo consumo de verduras, legumes e cereais integrais. Se não tiver excesso de um, nem carência de outro, está tudo certo», diz.

Outro fator que pode desencadear as câimbras é a falta de circulação, que pode ser corrigida com hidratação. «É importante que as pessoas consumam de dois a três litros de líquido por dia. Sucos, água, água de coco e chás variados são bastante indicados», garante Denise.

Já deu para perceber que qualquer pessoa que não consuma alimentos ricos em magnésio e não se hidrate está suscetível a sofrer com as câimbras, mas, segundo a nutricionista, o problema pode ser mais comum em atletas. «O magnésio é ativador de energia e necessário para o processo de liberação de energia, portanto o atleta precisa muito desse nutriente, que também pode ser perdido através da transpiração», diz Denise. Nesse caso, ela indica uma alimentação equilibrada e hidratação antes, durante e depois da prática de exercícios.

Quer se ver definitivamente livre das câimbras? A nutricionista dá as dicas. «O ideal é comer de cinco a seis frutas ao dia, além de incluir salada crua no almoço e janta. É importante também substituir o arroz branco pelo arroz integral sempre que possível», orienta. Comer grãos de feijão e não tomar líquidos durante as refeições também são recomendados por ela.

fonte: Cristina Arcangeli    Postado por: Juliana Melo

veja também