Capa protetora contra ondas eletromagnéticas

Capa protetora contra ondas eletromagnéticas

Atualizado: Sexta-feira, 21 Outubro de 2011 as 11:16

Uma empresa no Brasil está vendendo produtos que prometem proteger o consumidor contra as ondas do telefone, suspeitas de causarem câncer.

As capas de celular da Reflectex são feitas com um tecido que usa fios de prata ou cobre para criar uma tela protetora entre o celular e a cabeça do usuário, afirma o dono da empresa, o geobiólogo Allan Lopes, 35. "A trama reflete até 99% das ondas."

Para que o telefone consiga se comunicar com as antenas, a trama só está presente em um lado da capinha. O outro, que fica virado para fora, deixa as ondas passarem.

De acordo com o pesquisador Mário Leite Pereira Filho, chefe do laboratório de equipamentos elétricos e ópticos do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), em tese, o tecido pode funcionar. "A questão é saber qual será o impacto disso no funcionamento do aparelho. Você pode prejudicar a capacidade de operação do celular."

Celular com a capa de tecido que promete proteger contra ondas eletromagnéticas.  

Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress

Segundo Pereira Filho, quando o celular tem mais dificuldade de se comunicar com as antenas, acaba usando uma potência maior para funcionar, o que poderia sabotar a proteção.

O tecido usado na confecção das capas também tem uma versão de voile, para fazer cortinas e até mosquiteiro para berço, por R$ 630 o metro. A capa de celular custa R$ 60, e o saco para proteger remédios, R$ 70. Lopes afirma que já há pontos de venda em São Paulo, no Rio e em Belo Horizonte, além do   site .

veja também