Chocolate pode ajudar na malhação, diz estudo

Chocolate pode ajudar na malhação, diz estudo

Atualizado: Sexta-feira, 5 Agosto de 2011 as 8:41

Uma boa notícia para os amantes do chocolate: cientistas investigam o efeito do alimento na resposta do corpo aos exercícios físicos, com informações do jornal The New York Times.

Cientistas da Universidade da Califórnia testaram em ratos a potencialidade da epicatequina, flavonoide encontrado no cacau. Divididos em grupos, os animais ingeriam doses da substância duas vezes ao dia.

Um dos grupos foi submetido a uma rotina de exercícios que consistia em caminhadas em uma esteira por um curto período do dia. Após 15 dias, todos os animais fizeram o teste da esteira, correndo até a exaustão.

O grupo que estavam bebendo apenas água se cansou mais rapidamente do que o grupo que recebeu a epicatequina. Os mais aptos, no entanto, foram os que combinaram a substância a exercícios, que chegaram a percorrer uma distância 50% maior do que a dos demais grupos.

Francisco Villarreal, um dos professores envolvidos no estudo, disse que "é provável que as células musculares contenham receptores específicos para a epicatequina".

No entanto, os cientistas avisam que o cacau processado perde boa parte do flavonoide. Para quem está em busca do efeito, a indicação é dar preferência à versão amarga, que concentra maior quantidade da epicatequina. Eles também afirmam que um pequeno quadradinho do tablete já é suficiente para causar esta reação, que ainda não foi testada em humanos.

Estudos recentes mostram, ainda, que pessoas que ingerem chocolate amargo moderadamente estão menos propensas a desenvolver altos níveis de pressão arterial, doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais (AVC).

veja também