Cientistas americanos utilizam células-tronco para curar leucemia

Cientistas americanos utilizam células-tronco para curar leucemia

Atualizado: Terça-feira, 19 Janeiro de 2010 as 12

No title Uma descoberta de cientistas americanos vai revolucionar o tratamento da leucemia e poderá diminuir a fila de espera por transplante de medula óssea.

A nova técnica elimina a necessidade de buscar doadores de medula compatíveis para salvar quem sofre de leucemia, uma espécie de câncer que ataca os glóbulos brancos presentes no sangue.

As células-tronco retiradas do cordão umbilical de um recém-nascido, contém células que ainda não têm as características que podem provocar a rejeição do sistema imunológico. Por isso, poderiam ser transplantadas em qualquer paciente.

Os cientistas do Centro de Pesquisas de Câncer Fred Hutchinson, em Seattle, conseguiram, através de uma proteína, multiplicar o pequeno número de células-tronco existente num cordão umbilical.

Um cordão é capaz de produzir menos de duzentas mil células-tronco. Com a nova técnica, os cientistas produziram seis milhões de células-tronco - o suficiente para suprir as necessidades do paciente.

A nova técnica representa um avanço revolucionário no tratamento da leucemia. Resultados preliminares mostram que no grupo de dez pacientes que participaram da pesquisa, sete responderam positivamente ao tratamento e não mostram mais sinais da leucemia que sofriam.

veja também