Cientistas marcam células de câncer com tinta fluorescente

Cientistas marcam células de câncer com tinta fluorescente

Atualizado: Terça-feira, 20 Setembro de 2011 as 1:51

Tentar remover todas as células cancerígenas durante a cirurgia pode ser muito difícil. Elas, com freqüência, têm a mesma cor que as saudáveis, por isso, há o risco do cirurgião deixar algumas células cancerígenas para trás. 

Com o tempo, há chances dessas células cancerígenas que ficaram podem crescer e desenvolver um novo câncer. Mas uma nova técnica que deixa as células de câncer no ovário brilhantes pode mudar isso.

Uma pesquisa da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, usou como base o fato de que a maioria das células de câncer apresenta um receptor de ácido fólico, o que não existe nas células saudáveis.

Eles fizeram uma "pintura" das células cancerígenas. Acrescentaram uma substância fluorescente ao ácido fólico e aplicaram essa mistura em um grupo de mulheres duas horas antes da cirurgia para remover seus tumores.

O ácido com a cor fluorescente foi absorvido pelas células cancerígenas, mas não pelas saudáveis. Uma vez no organismo, os cirurgiões usaram uma câmera para detectar a parte brilhante e, assim, visualizar melhor o tumor.

O próximo passo dos pesquisadores é descobrir se o método realmente aumenta a sobrevida dos pacientes.

veja também