Cientistas podem estar perto da cura para a insônia

Cientistas podem estar perto da cura para a insônia

Atualizado: Quinta-feira, 24 Novembro de 2011 as 8:58

De acordo com o jornal britânico The Daily Mail, cientistas da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, conseguiram identificar uma substância no cérebro que participa ativamente nas ações de dormir e permanecer acordado. De acordo com a descoberta, o excesso desse componente poderia impedir de dormir. O estudo foi publicado no The Journal of Neuroscience.

Os especialistas focaram a pesquisa em uma enzima do cérebro envolvida diretamente no processo do sono. Testes feitos em cobaias indicaram que, quando os níveis da enzima caíam, elas dormiam mais. A descoberta pode ser útil para fabricar novos e melhores medicamentos para insônia.

Milhões de receitas para remédios para dormir são prescritos anualmente no mundo todo. Mas as drogas não funcionam para muitos pacientes e ainda causam efeitos colaterais, como sonolência ao longo do dia e dependência. Além disso, um estudo recente mostrou que pessoas que tomam remédios para dormir têm 36% a mais de chance de morrer subitamente do que pessoas comuns.

A falta de sono é comumente ligada a vários problemas de saúde, como doenças do coração, perda de memória e diabetes. Algumas sugestões para melhorar o descanso diário são evitar tirar cochilos ao longo do dia, não ir dormir com fome ou com o estômago cheio e ainda manter o quarto confortável, escuro e em silêncio.

veja também