Cirurgias dentárias podem aumentar o risco de um ataque cardíaco

Cirurgias dentárias podem aumentar o risco de um ataque cardíaco

Atualizado: Segunda-feira, 25 Outubro de 2010 as 8:49

Procedimentos dentários invasivos, como as cirurgias, aumentam o risco de eventos cardiovasculares no curto prazo.Esta é a constatação dos pesquisadores norte-americanos do Medicaid.

Pessoas com doença periodontal (inflamação da gengiva, conhecida como gengivite) são de alto risco para as doenças cardiovasculares.O processo inflamatório da gengiva ajuda a promover a aterosclerose (formação de placas de gordura na parede das artérias), a qual apresenta um importante componente inflamatório.

No entanto, a relação entre eventos cardiovasculares e procedimentos invasivos destinados ao tratamento da gengivite e outros problemas dentários é incerto.Os pesquisadores do Medicaid estudaram pacientes submetidos a uma forma de tratamento odontológico invasivo (cirúrgico) e compararam a incidência de eventos cardiovasculares (infarto do miocárdio ou ataque cardíaco) no período imediatamente após o tratamento odontológico, e comparam com a incidência durante outras ocasiões ao longo do tempo.

A taxa de eventos foi alta durante as primeiras quatro semanas após o tratamento odontológico invasivo, mas voltou a média habitual no prazo de seis meses.Os pesquisadores especulam que uma resposta inflamatória aguda desencadeada pelo tratamento invasivo possa contribuir para o aumento do risco cardiovascular.

Um outra possibilidade é que os pacientes submetidos à cirurgia dentária, muitas vezes, interrompem o uso de aspirina (medicamento que ajuda a evitar a formação de coágulos) antes do procedimento.A cessação da aspirina poderia ser um gatilho para um evento cardíaco posterior.

veja também