Como a mudança no estilo de vida influi no tratamento do diabetes tipo 2

Como a mudança no estilo de vida influi no tratamento do diabetes tipo 2

Atualizado: Terça-feira, 22 Dezembro de 2009 as 12

A mudança de hábitos das pessoas é uma tarefa difícil porque envolve alterações em condutas pessoais e diárias de atitudes já plenamente sedimentadas por muitos anos.

Nas pessoas com diabetes, as mudanças na alimentação e atividade física regular são frequentementes dífíceis de incorporar. Ainda hoje existem muitos conceitos errados sobre nutrição e diabetes.

As recomendações dietéticas têm que ser práticas e objetivas no sentido de se conseguir uma ingestão calórica mais baixa, pois particularmente no diabetes tipo 2, a proporção de pacientes obesos é muito maior e, não por acaso, esses pacientes têm uma ligação emocional muito forte com o prazer de comer. A principal orientação pode ser resumida na recomendação de uma dieta básica variada, sem exageros na ingestão de carboidratos e gorduras.

As recomendações relativas a atividade física devem ser compatíveis com o estado geral de saúde do paciente. É importante lembrar que atividade física não significa necessariamente exercicio físico intenso, mas sim, uma atividade física regular, de intensidade moderada e que possa ser praticada pelo paciente com um pouco de boa vontade. Uma caminhada de 30 minutos por dia pode trazer benefícios importantes, desde que seja realizada com regularidade.

É sempre importante salientar que alimentação saudável, associada à participação em atividades físicas regulares, incluindo também medicação, automonitorização, visitas ao médico e educação, são capazes de promover grandes benefícios para o controle e prevenção do aparecimento das complicações crônicas que o diabetes acarreta.

Por: Raymunda Alves Capitulina - Educadora em Diabetes

veja também