Como previnir a nova gripe em empresas

Como previnir a nova gripe em empresas

Atualizado: Terça-feira, 11 Agosto de 2009 as 12

Desde que foi descoberta, em abril deste ano, a gripe suína já colocou as autoridades de saúde em alerta no mundo inteiro. No mundo corporativo, a principal preocupação diz respeito aos cuidados que devem ser tomados nas empresas para evitar a contaminação.

Rui Bocchino Macedo, especialista em Medicina do Trabalho da DASA, que em Mato Grosso é representada pelas marcas Cedic/Cedilab, explica que algumas das principais medidas preventivas são lavar as mãos, evitar ambientes fechados, evitar levar as mãos ao rosto ao espirrar ou tossir (ter sempre consigo lenços de papel para isso), evitar contato com pessoas com sintomas de gripe (febre, dor de garganta, tosse e dores no corpo).

Caso seja descoberto que algum funcionário contraiu a gripe, Macedo orienta que este funcionário deve, a partir dos primeiros sintomas, buscar seu médico. "Cabe a ele determinar o procedimento adequado. A orientação é a de afastamento de sete dias para a pessoa com sintomas gripais", afirma.

Existem empresas com maior risco de proliferação desta doença, como as que lidam com saúde, em atendimento primário, como hospitais de pronto-atendimento e postos de saúde, tendo em vista o público atendido. Empresas onde não haja ventilação ambiente, em que os locais de trabalho são fechados, também podem ter maior possibilidade de contágio da doença.

Em casos de empresas que tenham funcionários viajando com frequência, o médico sugere que evitem viagens para os locais considerados de risco, como Argentina e Chile, por exemplo.

Macedo lembra que os cuidados preventivos devem ser divulgados de todas as maneiras para todos os públicos. "É fundamental a prevenção, não só para a gripe suína, mas para os outros tipos de gripe também. A mortalidade causada pela nova gripe é similar à mortalidade causada pela gripe sazonal. É pertinente a preocupação com a doença, mas não o pânico", finaliza.

veja também