Como se formam as pedras nos rins?

Como se formam as pedras nos rins?

Atualizado: Quinta-feira, 12 Maio de 2011 as 9:32

Também chamadas de cálculos renais, elas são formadas pelo acúmulo de certas substâncias - cálcio, ácido úrico, oxalato (um sal) ou cistina (um aminoácido) - dentro dos rins ou nos canais urinários. "É importante ressaltar que esse problema ocorre principalmente em quem tem um defeito no metabolismo, provocado por hereditariedade. A pessoa precisa já ter a predisposição para desenvolver as pedras, porque seu organismo excreta em excesso essas substâncias, que ali se acumulam", diz a nefrologista (especialista em rins) Fernanda Carvalho, da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp). Além dessa tendência natural ao problema, existem outros fatores que podem provocar o surgimento das pedras: pouca ingestão de água (principalmente no verão) ou dieta muito rica em sal e carne vermelha.

Dentro dos rins, existem cerca de 1 milhão de estruturas chamadas néfrons, que funcionam como filtros, descartando o que não serve para o organismo e reabsorvendo o que lhe é benéfico, principalmente água. "Quando há pouca ingestão de líquido, ocorre uma concentração maior das substâncias que podem formar o cálculo. Quando ingerimos sal, os rins trocam o sódio presente nele pelo cálcio, liberando uma quantidade maior dessa substância, que é a causadora de cerca de 50% dessas pedras. Já no caso da carne vermelha, suas proteínas diminuem a capacidade que o rim tem de dissolver as substâncias em seu interior", diz Luis Cuadrado Martin, também nefrologista da Unesp.

Filtro entupido Substâncias retiradas do sangue podem bloquear o rim 1. O sangue chega ao rim pela artéria renal para ser filtrado

2. Depois disso, o sangue volta ao organismo pela veia renal

3. A filtragem ocorre em milhares de estruturas chamadas néfrons. O que for benéfico para o organismo é retido; o resto é eliminado junto com o excesso de água, formando a urina

4. Quando há pouca água, a concentração dessas substâncias aumenta, facilitando a aglomeração das partículas que formam a pedra

5. Se ingerimos muito sal, os rins absorvem o sódio contido nele e, em troca, liberam cálcio, o principal responsável pelas pedras

6. A pedra pode permanecer dentro do rim ou descer para o canal que leva a urina à bexiga, chamado ureter

7. Ambos os casos provocam dores fortes - seja quando a pedra se movimenta dentro do rim, seja quando o canal se contrai tentando empurrar a urina para a bexiga

veja também