Conheça cinco hábitos que detonam a imunidade

Conheça cinco hábitos que detonam a imunidade

Atualizado: Quarta-feira, 14 Dezembro de 2011 as 8:45

Se manter saudável não quer dizer apenas lavar as mãos e evitar os colegas que estão tossindo. De acordo com o site norte-americanoFit Sugar, alguns hábitos cotidianos, como dormir tarde e brigar com o parceiro também ajudam influenciar como nosso corpo vai brigar contra vírus, bactérias e mudanças bruscas de temperatura.

Confira alguns costumes, comprovados cientificamente, que podem prejudicar a imunidade e livre-se deles.

Poucos amigos: pesquisas mostram que quanto menos conexões humanas temos em casa, no trabalho e na vizinhança, maiores as chances de adoecer e inundar o cérebro com hormônios da ansiedade. Não deixe o cansaço e uma agenda atribulada se colocar no caminho das suas amizades. Pare para bater um papo com um colega de trabalho e mantenha contato, mesmo que por e-mail, com aqueles com quem se importa.

Cansaço: pessoas que dormem pouco afetam sua imunidade. Cientistas da Universidade de Chicago (EUA), descobriram que dormir pouco reduz a função imune e o número de células que brigam com os germes. Dormir apenas quatro horas por noite por uma semana reduz os anticorpos pela metade, quando comparados aqueles que dormiram até 8 horas.

Pessimismo: um estudo promovido pela Universidade de Los Angeles (EUA) mostrou que os pessimistas reduzem suas células de defesa, reduzindo as chances de o organismo se livrar dos agentes causadores de doenças, já que também se cuidam menos e se estressam mais.

Alterações de humor: uma discussão construtiva pode melhorar o sistema imune, segundo pesquisadores americanos, porque melhora a frequência cardíaca, a pressão arterial e a quantidade de células brancas no sangue, como exercícios físicos, mas casais que discutem com sarcasmo e insultos costumam ter o efeito inverso, inundando o corpo com hormônios estressantes. Segundo especialistas, casais que brigam muito levam 40% mais tempo para cicatrizar machucados do que aqueles que não discutem com frequência.

Objetos: muitos germes e bactérias são transmitidos de mão em mão. Por isso os médicos recomendam que se faça um estoque de moedas, clipes e leve sempre sua caneta para não ter que pedir emprestado. Quanto mais evitar tocar lugares públicos, melhor.

veja também