Conheça os prós e contras do futebol

Conheça os prós e contras do futebol

Atualizado: Quinta-feira, 18 Fevereiro de 2010 as 12

Vantagens

- Fortalecimento da musculatura das pernas e do tronco.

- Aumento da massa muscular das pernas e aumento do tecido ósseo dos membros inferiores.

- Como o futebol é um esporte que envolve competição, o nível de adrenalina aumenta em alguns momentos do jogo. Dessa maneira, aumentam também os batimentos cardíacos e a capacidade física.

Riscos

- Quem joga futebol está propenso a ter lesões nas articulações dos membros inferiores, principalmente do tornozelo e do joelho.

- Lesões também podem ocorrer na musculatura da coxa e da panturrilha.

- Caso a pessoa não tenha um condicionamento físico de base - treinamento da musculatura esquelética e exercícios aeróbicos - a proteção às articulações fica reduzida, assim como o condicionamento físico.

- Os "jogadores de fim-de-semana" podem passar por sérios problemas na coluna, já que não fortalecem a musculatura do abdômen durante a semana.

Período mínimo para fazer efeito

- Condicionamento físico 3 vezes por semana e treino de futebol 2 vezes por semana, em dias alternados.

- A freqüência cardíaca, no caso do futebol, é variada, pois o esporte é acíclico. Neste caso, é difícil manter uma freqüência equilibrada.

- Quanto mais jovem for o jogador, maior a sua atuação em campo e maior a sua pulsação.

- A habilidade vem muito das experiências quando criança. Portanto, a habilidade será melhor administrada quanto mais o jogador treinar. Dessa maneira, ele saberá o momento certo para aplicar a experiência adqüirida.

Gasto calórico médio

- De 450 a 600 kcal/hora (fonte: Academia Runner)

- A queima calórica é proporcional à motivação do jogador. Se ele participar ativamente do jogo, ela será alta. Caso ele não participe muito das jogadas e não entre na 'atmosfera' do jogo, a queima será bem pequena.

Observação: A queima das gordurinhas depende do sexo, idade, metabolismo e condicionamento físico da pessoa, além das condições climáticas, do piso e tamanho do campo.

Quem deve fazer

- Pessoas que tenham passado por uma avaliação médica e que façam acompanhamento de um programa de condicionamento físico apropriado.

- O futebol tem uma deficiência em relação aos membros inferiores. A musculatura dos braços quase não é trabalhada. Por isso, deve-se haver exercícios complementares para os braços, tanto para um bom resultado estético, quanto para o equilíbrio da massa corporal.

Dicas do especialista

Antes de tudo, é preciso fazer um programa de condicionamento físico, principalmente aqueles que estão começando ou recomeçando a treinar.

Outra coisa importante é a escolha do piso do campo. Muitos desses campos com grama sintética são duros e prejudicam a articulação do joelho. Depois, na hora do jogo, tentar escolher grupos bem equilibrados para jogar entre si. Para a competição ser boa, é preciso haver um equilíbrio de qualidade técnica e de idade.

Nos dias mais quentes, a hidratação do corpo é essencial. Portanto, tome bastante água. Em relação à alimentação, evitar refeições de difícil digestão em horário próximo ao jogo.

Para aqueles que jogam apenas de fim-de-semana, um aviso especial: não ingerir bebida alcoólica e fumar depois das partidas. Após qualquer exercício físico, o pulmão trabalha para captar mais oxigêncio e, se você fumar, ele vai captar mais fumaça, puro veneno.

José Alberto Aguilar Cortez (Professor da disciplina de futebol do Departamento de Esporte da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo - EEFEUSP)

veja também