Consumo de nozes diminui o risco cardíaco em diabéticos

Consumo de nozes diminui o risco cardíaco em diabéticos

Atualizado: Terça-feira, 12 Janeiro de 2010 as 12

Uma dieta livre enriquecida com nozes pode melhorar a vasodilatação endotélio-dependente no diabetes melitus tipo 2, indicando uma potencial redução no risco cardíaco global, segundo estudo publicado na edição de dezembro da revista Diabetes Care. Pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, determinaram os efeitos do consumo diário de nozes na função endotelial, marcadores cardiovasculares e medidas antropométricas em 24 pacientes com diabetes tipo 2. Os participantes foram divididos para receber uma dieta livre enriquecida com 56 g de nozes por dia e uma dieta livre sem nozes por oito semanas, alternadamente.

As análises mostraram que a função endotelial melhorou significativamente após o consumo de nozes (p=0,04). A dieta enriquecida com nozes elevou a glicemia de jejum, reduziu o colesterol total e o LDL (colesterol "ruim"), embora essas alterações não tenham sido significativas quando comparadas com uma dieta livre sem nozes. Não houve alteração significativa nas medidas antropométricas, na HbA1c (hemoglobina glicosada) e na sensibilidade insulínica.

(Diabetes Care, Vol. 32, nº 12, Dez 2009)

veja também