Consumo excessivo de selênio pode aumentar o colesterol, indica estudo

Consumo excessivo de selênio pode aumentar o colesterol, indica estudo

Atualizado: Segunda-feira, 16 Novembro de 2009 as 12

Um novo estudo da Universidade de Warwick, no Reino Unido, indica que a ingestão excessiva do mineral selênio - encontrado principalmente nas castanhas, frutos do mar, carnes e alguns vegetais - pode aumentar em 8% os níveis de colesterol. Considerado importante na prevenção de doenças crônicas, como câncer e problemas cardíacos, o consumo do nutriente, quando em excesso, pode trazer efeitos adversos, segundo especialistas.

Avaliando a associação entre a concentração de selênio e de lipídios no sangue de mais de mil pessoas com idades entre 19 e 64 anos, os pesquisadores notaram que aqueles com maiores níveis do nutriente no plasma - mais de 1,2 micromols por litro - apresentavam 8% maior colesterol total. E os pesquisadores destacam que um aumento de 10% nos níveis do colesterol ruim (LDL) poderia indicar risco significativo de ter infarto ou angina.

Entre os participantes com maiores níveis de selênio, mais de 48% admitiram estarem tomando suplemento do nutriente. Por isso, os pesquisadores recomendam que o melhor seria ingerir o selênio de fontes naturais, e, em caso de necessidade, consultar um especialista antes de aderir a qualquer forma de suplementação.

veja também