Crianças autistas usam a tecnologia dos tablets para se comunicarem.

O uso de tablets ajudam crianças autistas

Atualizado: Quarta-feira, 10 Abril de 2013 as 2:26

Sem dúvidas, o surgimento de novas tecnologias, podem mudar a vida de pessoas autistas, gerando transformações nunca antes imaginado.
"Meu filho não fala nenhuma palavra ainda, mas a comunicação visual melhorou muito. Passou a prestar atenção em tudo, antes mal olhava nos meus olhos! Está mais carinhoso e atento com os familiares", conta a bióloga Daniela Bolzan, 29, mãe de Gabriel, 4.

Tablets ajudam autistasOs possuem tela sensível ao toque e de fácil uso. A tecnologia do tablet estimula a concentração (que é uma das dificuldades desses pacientes) e chama atenção pelas cores e animações. "Tanto profissionais quanto familiares podem usar o tablet e os estudos têm mostrado que o aparelho é eficaz", diz o psiquiatra Estevão Vadasz, coordenador do Programa de Transtornos do Espectro Autista do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo.
Quanto aos aplicativos como jogos e exercícios, se tornam complementares das terapias realizadas com profissionais. Não há contraindicação: crianças de qualquer idade podem se beneficiar dos gadgets.

Especialistas e pais de autistas lembram que o tablet, sozinho, não faz mágica. É preciso supervisão durante as atividades. Eles recomendam que a criança use o equipamento de uma a duas horas ao dia, de preferência antes do jantar, porque a luminosidade da tela pode atrapalhar o sono.

Com informações de: UOL

veja também