Crianças que passam muito tempo na frente da televisão ou do computador têm mais problemas psicológicos

Crianças que passam muito tempo na frente da televisão ou do computador têm mais problemas psicológicos

Atualizado: Segunda-feira, 11 Outubro de 2010 as 8:59

LONDRES - Um estudo feito pela Universidade de Bristol, na Inglaterra, mostra que crianças que passam mais de duas horas diárias na frente da TV ou do computador têm mais problemas de comportamento. O levantamento, feito com mais de mil crianças com 11 anos de idade, indica que o excesso de tecnologia aumenta o risco de distúrbios psicológicos, como o déficit de atenção, o excesso de timidez e a agressividade, em cerca de 60%, independente da quantidade de atividade física que elas praticam ao longo da semana.

- Ainda não sabemos explicar a ligação entre a tecnologia e os distúrbios psicológicos. Pode ser que as crianças com mais problemas de comportamento busquem a TV ou a internet como forma de isolamento ou vice-versa - disse a pesquisadora ao jornal britânico 'The Guardian'.

Na pesquisa, as crianças tiveram que responder um questionário que incluía perguntas como 'geralmente me sinto sozinho, triste ou com vontade de chorar', e 'gosto de brincar sozinho'. Os pequenos também usaram um monitor cardíaco para medir a quantidade de atividade física que faziam diariamente.

- Percebemos que não há uma ligação entre um nível de atividade maior e um estado mental melhor. As crianças mais inativas que não passaram a maior parte do tempo na frente da TV ou da internet também foram bem nos testes psicológicos.

Outros estudos já haviam ligado o excesso de televisão a problemas de comportamento na vida adulta. Uma pesquisa feita pela Universidade de Montreal, no Canadá, sinalizou que os pequenos que passam mais tempo assistindo televisão têm um rendimento pior na escola e comem mais alimentos açucarados e gordurosos. Nos Estados Unidos e na Austrália, os pediatras já recomendam que as crianças não assistam mais que duas horas de televisão por dia.

LONDRES - Um estudo feito pela Universidade de Bristol, na Inglaterra, mostra que crianças que passam mais de duas horas diárias na frente da TV ou do computador têm mais problemas de comportamento. O levantamento, feito com mais de mil crianças com 11 anos de idade, indica que o excesso de tecnologia aumenta o risco de distúrbios psicológicos, como o déficit de atenção, o excesso de timidez e a agressividade, em cerca de 60%, independente da quantidade de atividade física que elas praticam ao longo da semana.

- Ainda não sabemos explicar a ligação entre a tecnologia e os distúrbios psicológicos. Pode ser que as crianças com mais problemas de comportamento busquem a TV ou a internet como forma de isolamento ou vice-versa - disse a pesquisadora ao jornal britânico 'The Guardian'.

Na pesquisa, as crianças tiveram que responder um questionário que incluía perguntas como 'geralmente me sinto sozinho, triste ou com vontade de chorar', e 'gosto de brincar sozinho'. Os pequenos também usaram um monitor cardíaco para medir a quantidade de atividade física que faziam diariamente.

- Percebemos que não há uma ligação entre um nível de atividade maior e um estado mental melhor. As crianças mais inativas que não passaram a maior parte do tempo na frente da TV ou da internet também foram bem nos testes psicológicos.

Outros estudos já haviam ligado o excesso de televisão a problemas de comportamento na vida adulta. Uma pesquisa feita pela Universidade de Montreal, no Canadá, sinalizou que os pequenos que passam mais tempo assistindo televisão têm um rendimento pior na escola e comem mais alimentos açucarados e gordurosos. Nos Estados Unidos e na Austrália, os pediatras já recomendam que as crianças não assistam mais que duas horas de televisão por dia.

veja também