Depois das férias... a dieta

Depois das férias... a dieta

Atualizado: Segunda-feira, 8 Agosto de 2011 as 11:39

Não é questão de estética e sim de saúde. A obesidade é uma doença caracterizada por aumento da gordura corporal, que pode levar a várias outras patologias e até à morte mais precoce. Durante as férias muitas pessoas têm por hábito relaxar e esquecer as dietas, acabam "abusando" e depois é necessário recuperar o prejuízo. Reeducação alimentar e a prática de exercícios físicos resolvem boa parte dos casos de obesidade, o difícil é cumprir essas tarefas.

O Índice de Massa Corporal (IMC) é uma medida simples que define que está acima do peso. Consiste na divisão do peso (em quilogramas) pelo quadrado da altura (em metros). Por exemplo: em uma pessoa com 90 kg e 1,70 m o IMC será: 90 / 1,70 x 1,70 = 32,1. Pessoas com IMC entre 20 e 24,9 têm peso normal; entre 25 e 29,9 têm sobrepeso e com 30 ou mais são obesas.

As principais doenças associadas à obesidade são hipertensão arterial, diabetes mellitus, alterações das gorduras no sangue (dislipidemias), doença coronariana (que predispõe ao infarto), e doenças reumatológicas e ortopédicas.

De acordo com o dr. Mauro Scharf, diretor médico e endocrinologista do Bronstein Medicina Diagnóstica, a obesidade ocorre quando não há um balanço entre o que é ingerido nas refeições e o que o organismo gasta nas suas atividades. "Quando um indivíduo ingere alimentos, esses servem para produzir a energia necessária para o funcionamento do corpo. Se sobra energia, ou porque a ingestão foi grande ou porque a atividade foi insuficiente para usar a energia produzida, esta é transformada em gordura. O acúmulo de energia armazenada sob a forma de gordura leva à obesidade", afirmou.

O fator genético, dentre outros vários que influem para que haja a obesidade, é um dos mais importantes. Pessoas de famílias com obesidade têm maior tendência a serem, também, obesas. "Alimentar-se corretamente e evitar o sedentarismo são as principais armas para se evitar o aumento progressivo de peso que pode chegar à obesidade", lembra o endocrinologista.

O tratamento da obesidade somente deverá ser realizado sob orientação médica. Com um diagnóstico mais preciso sobre as causas da obesidade em determinada pessoa é possível estabelecer uma dieta adequada, realizar uma reeducação alimentar. Somando-se a isso a prática de exercícios físicos, também sob indicação e supervisão médica, visa aumentar a massa muscular e o gasto de calorias, favorecendo o emagrecimento. O tratamento com medicações, tanto as que auxiliam na diminuição da ingestão de calorias, como as que diminuem a absorção das gorduras no intestino, poderá ser prescrito pelo médico assistente em casos selecionados.

Para quem estava sedentário e pretende retomar os exercícios físicos nesta volta das férias, o ideal é que se procure um médico.  

Por Larissa Lessa

Com informações de Portal Terra

veja também