Depois dos 13, eu percebi que era diferente

Depois dos 13, eu percebi que era diferente

Atualizado: Sexta-feira, 8 Abril de 2011 as 11:47

"Buraco negro", "piscinão de Ramos" e "rampa de skate" são alguns dos apelidos que os membros da comunidade do Orkut

"Pectus excavatum" receberam. É um grupo de pessoas com o osso esterno afundado, daí o nome.

Foi nessa rede social que o funcionário público Gabriel Gulias, 23, descobriu a nova cirurgia para corrigir o problema.

"Até os 13 anos, não percebia muito. Daí comecei a ver que tinha algo diferente, me sentia estranho."

Ele participou de encontros organizados pela comunidade do Orkut. "Perto de alguns, até achei que meu caso não era nada."

Há três anos, fez a cirurgia. "Tinha medo de operar, mas valeu a pena."

veja também