Depressão contribui com 7% dos casos de diabetes em adultos

Depressão contribui com 7% dos casos de diabetes em adultos

Atualizado: Quarta-feira, 26 Maio de 2010 as 10:45

O impacto da depressão em adultos pode representar quase 7% de todos os casos de diabetes, segundo uma pesquisa da Universidade de Zaragoza, na Espanha. . Essas são algumas das principais conclusões de um estudo publicado na última edição do American Journal of Psychiatry.

A outra indica que pacientes com depressão apresentam um risco pelo menos 65% maior de desenvolver diabetes mellitus em um período de cinco anos do que pacientes sem depressão.

Uma junta médica liderada por Antonio Campayo, do Hospital Clínico Universitário, em Zaragoza (Espanha), acompanhou por cinco anos 4.308 pessoas recrutadas na cidade, todos com ao menos 55 anos de idade. No período, foi investigado se os participantes apresentavam depressão, diabetes e fatores relacionados, após todos terem respondido questionários e feito análise médica.

Durante os cinco anos de acompanhamento, foram registrados 163 casos incidentes de diabetes. As pessoas no grupo da depressão apresentaram uma taxa maior de incidência de diabetes do que as sem depressão (19,70 por 1.000 pessoas-ano, ante 12,36 por 1.000 pessoas por ano).

Os autores investigaram também se o uso de antidepressivos poderia estar associado à elevação do risco de diabetes, mas nada foi comprovado.

Na análise de subgrupos, pacientes com depressão não tratada apresentaram um risco ainda maior de diabetes, assim como pacientes com depressão persistente (tratada ou não tratada).

Pessoas com depressão de leve a moderada apresentaram, de maneira similar, risco elevado. Esse risco foi maior do que o identificado para as pessoas com depressão grave.

veja também