Desvendando o metabolismo

Desvendando o metabolismo

Atualizado: Terça-feira, 8 Julho de 2008 as 12

Metabolismo basal: energia gasta apenas para manter seu corpo funcionando, realizando as funções vitais como a respiração, que corresponde entre 60 e 70% do total de energia.

Metabolismo total: seu gasto total de calorias perdidas no dia, somando seu metabolismo basal com as atividades musculares, tanto em exercício quanto nas tarefas e ações cotidianas (andar, limpar a casa, trabalhar).

Fatores que afetam o metabolismo

Cerca de 80% do metabolismo é determinado pela genética, os outros 20% dependem de outros fatores que podemos modificar.

Existem pessoas que, dependendo desses fatores, gastarão mais ou menos energia do que outras. É por isso que algumas pessoas que comem de tudo não engordam de jeito nenhum, enquanto outras, lutam para perder alguns poucos quilos.

Os três primeiros fatores abaixo independem da nossa vontade, veja por que:

Genética: herdamos de nossos pais, assim como a cor da pele e dos cabelos.

Idade: é necessária mais energia na fase de crescimento, por isso crianças e adolescentes precisam de mais calorias. A partir dos 30 anos o metabolismo começa a ficar mais lento. Nessa fase, muitas pessoas tornam-se mais sedentárias, o que ocasiona perda gradual da massa muscular.

Sexo: o metabolismo masculino é mais acelerado do que o feminino, pois os homens apresentam proporção maior de massa muscular e menor de gordura do que as mulheres.  

 A seguir outros fatores que podemos modificar:

Atividade física: durante o período que é realizado, o exercício eleva a velocidade do metabolismo, mantendo-o assim durante um bom tempo, ou seja, você continua gastando em maior velocidade, mesmo depois de terminar a atividade física. O exercício controla também a quantidade de insulina que é produzida, responsável por regular a transformação de glicose e gordura em energia. É importante que a atividade física seja regular.

Aumentando massa muscular: quanto mais músculos você tem, maior e mais veloz é o gasto calórico, independente do seu nível de atividade, da sua idade, etc. Invista na musculação e exercícios localizados.

Alimentação: o excesso de açúcar deve ser evitado, pois ele é digerido mais rapidamente, retardando a digestão de outros alimentos e enganando o cérebro, que sinaliza com mais fome em pouco tempo. Isso também vale para as farinhas de trigo brancas (refinadas) utilizadas no preparo de pães, bolos e massas. Os alimentos gordurosos também devem ser controlados, mas é importante não reduzi-los de uma hora para outra, uma vez que a deficiência desse nutriente diminui a produção de certos hormônios, levando à diminuição do metabolismo. Utilize em suas refeições gorduras que fazem bem para a saúde, por exemplo: provenientes de nozes, castanhas e azeite de oliva.

Freqüência das refeições : quanto maior o tempo entre as refeições mais lento é o seu metabolismo, pois ele diminui para poupar energia. Quando pulamos refeições, ficando muito tempo sem comer, o corpo procura obter energia que precisa consumindo o seu próprio tecido muscular, ou seja, ele gasta músculos, o que pode gerar flacidez.

Beber água: quase todas as funções do corpo acontecem na presença de água. O líquido é fundamental para transportar hormônios, vitaminas e minerais, além de facilitar o trânsito intestinal e a eliminação de toxinas. A falta de água desacelera o metabolismo, por isso, beba pelo menos 8 a 10 copos por dia.

Tomar café da manhã: o corpo passa por um jejum durante o sono, após este jejum ele precisa de um aviso para voltar funcionar. Este aviso é a primeira refeição, muito importante por despertar o corpo para o trabalho.

Consumir alimentos termogênicos: alguns alimentos, durante o processo de digestão, fazem aumentar a temperatura do organismo e, por isso, contribuem para a queima de calorias. Ex.: gengibre, chá verde, pimenta e água gelada. Esses alimentos devem fazer parte da dieta diária e não somente naqueles momentos em que houve um consumo maior de calorias. O fato de ajudar a queimar calorias não significa que um termogênico, por si só, vai fazer uma pessoa emagrecer. Eles fazem parte de um conjunto de medidas que levam a uma vida mais saudável.

Postado por: Claudia Moraes

veja também