Dez anos de anticoncepcional podem reduzir risco de câncer de ovário

Dez anos de anticoncepcional podem reduzir risco de câncer de ovário

Atualizado: Sexta-feira, 28 Outubro de 2011 as 8:34

Tanto a pílula anticoncepcional quanto a gravidez influenciam os níveis de hormônios que provocam tumores. Tomar a pílula por dez anos reduz o risco de uma mulher ter câncer de ovário quase pela metade, de acordo com um estudo. As informações são do Daily Mail.

Uma pesquisa com 327 mil mulheres, liderada por pesquisadores da Universidade de Oxford, descobriu que mulheres que tomavam pílula tiveram, em média, 15% menos chances de desenvolver a doença. Usar o medicamento por um ano reduziu 2,5% do risco. Por cinco anos, a diminuição foi de 13% e, por dez anos, de 45%.

A pesquisa também descobriu que ter um bebê reduz a probabilidade de câncer de ovário em 30% - e quanto mais filhos, menor o risco. De acordo com o estudo, mulheres que tiveram pelo menos uma criança foram 29% menos propensas a ter câncer de ovário. Para uma mãe de quatro filhos, a diminuição foi de 38%.

Cerca de 6.500 mulheres na Grã-Bretanha são diagnosticadas com câncer de ovário todos os anos, a maioria com idade superior a 50. As taxas de sobrevivência são pequenas em comparação com outros tipos da doença e somente 40% das pacientes vivem mais do que cinco anos após o diagnóstico.

veja também