Dez anos depois, reforma na saúde mental é polêmica

Dez anos depois, reforma na saúde mental é polêmica

Atualizado: Terça-feira, 17 Maio de 2011 as 10:36

A lei da reforma psiquiátrica, que mudou o tratamento ao doente mental no país, completa dez anos em meio a controvérsias. Uma delas é a redução de leitos psiquiátricos. Hoje, são cerca de 20 mil a menos do que antes da reforma.

Segundo o Ministério da Saúde, foi ampliada a rede de tratamentos alternativos, como os Caps (Centros de Assistência Psicossocial).

Há 1650 Caps no país, com diferentes especialidades e horários de atendimento.

Há também 571 residências terapêuticas, que abrigam doentes que passaram por hospitais psiquiátricos.

Para a Associação Brasileira de Psiquiatria, a reforma foi negativa porque a redução nos leitos gerou "desassistência psiquiátrica".  

veja também