Diabetes: o início de um mal maior?

Diabetes: o início de um mal maior?

Atualizado: Sexta-feira, 25 Fevereiro de 2011 as 8:51

Recentemente pesquisas têm indicado que alguns tipos de câncer se desenvolvem mais comumente em pacientes com diabetes (especialmente o tipo 2). São eles os que acometem (cerca de 2 vezes ou mais) o fígado, pâncreas e endométrio, e menor daqueles que acometem o cólon / reto, mama e bexiga.

Outros cânceres (por exemplo os de pulmão) não parecem estar associados com um risco aumentado de diabetes, e para outros (rim e linfoma não-Hodgkin, por exemplo) os resultados ainda são inconclusivos.

Alguns fatores de riscos não modifcáveis são comuns a ambas as doenças:

Idade - a incidência da maioria dos cânceres aumenta com a idade;

Sexo - o câncer acomete mais frequentemente os homens;

Etnia,

Fatores modificáveis:

Sobrepeso e Obesidade - indivíduos obesos têm maiores riscos de desenvolverem muitos tipos de câncer comparados à indivíduos com peso adequando – IMC

Alimentação - menor ingestão de carne vermelha, maior consumo de frutas, vegetais e grãos integrais, fibras, estão associados a uma menor incidência de câncer e diabetes. Sobre esse ítem, é importante ressaltar que as pesquisas mostram que dietas pobres em carboidrato e por isso muitas vezes ricas em carne vermelha e gordura, estão associadas ao aumento da resistência à insulina e desenvolvimento de alguns tipos de cânceres;

Atividade Física - a sua prática regular está associada a um menor risco de câncer de colon, mama e endometrio, além de pulmão e prostata, o seu mecanismo ainda não está claro. Os exercícios físicos também reduzem (25-36%) o risco do desenvolvimento do diabetes tipo 2;

Cigarro – estima-se que o cigarro seja responsável por 71% das mortes de câncer de traquéia e pulmão. Outros tipos são fortemente associados a indivíduos fumantes, tais como aqueles que acometem os rins, pâncreas, fígado, estômago entre outros. Além disso, por aumentar os riscos de doença cardiovascular, retinopatia e outras complicações do diabetes, fumar tem um efeito adverso em pacientes diabéticos;

Álcool – o consumo de bebidas alcóolicas, mesmo em quantidades moderadas, aumenta o risco de muitos tipos de cânceres, incluindo aqueles da cavidade oral, faringe, laringe, esôfago, fígado, reto e mama. Além disso o consumo exagerado de álcool é também um fator de risco para o diabetes.

Para quem quiser se aprofundar no assunto, sugiro iniciar a leitura com um consenso de dezembro de 2009 da American Diabetes Association e da American Cancer Association, no qual os mecanismos de ação que relacionam as duas doenças estão mais claros.

veja também