Dieta sem alimento ácido reduz sintoma de refluxo

Dieta sem alimento ácido reduz sintoma de refluxo

Atualizado: Quinta-feira, 10 Novembro de 2011 as 8:57

Os especialistas estão começando a achar que o problema não acontece só por causa do ácido que está voltando do estômago, mas também da comida que está descendo.

A ideia tem feito barulho por causa de livros como "Crazy Sexy Diet" (A dieta louca e sexy, do médico Dean Ornish, sem edição no Brasil) e o "The Acid-Alkaline Food Guide" (O guia de alimentos ácidos e alcalinos, da médica Susan Brown, também sem tradução). As obras defendem que é possível melhorar a saúde equilibrando a acidez da dieta.

Neste ano, um estudo pequeno mostrou que restringir o ácido alivia os sintomas do refluxo, como tosse e rouquidão, em pacientes que não melhoram com remédios. A pesquisa foi publicada na revista "Annals of Otology, Rhinology & Laringology".

No estudo, 12 homens e oito mulheres com refluxo, que não melhoravam com remédios, fizeram uma dieta com baixa acidez por duas semanas. Foram eliminados todos os alimentos e as bebidas com pH menor que 5.

Quanto mais baixo o pH, maior é a acidez. Refrigerantes diet, por exemplo, têm pH de 2,9 a 3,7. Segundo o estudo, 19 dos 20 pacientes melhoraram, e três se livraram totalmente dos sintomas.

A autora, a médica Jamie Koufman, defende a dieta em seu novo livro: "Dropping Acid: The Reflux Diet Cookbook & Cure" (Pingando ácido: o livro de receitas e a cura da dieta do refluxo).

COMIDA ALCALINA

Os remédios contra refluxo neutralizam ou reduzem a produção de ácido no estômago. Mas, para alguns pacientes, diz Koufman, a vilã é a pepsina, enzima digestiva do estômago que pode existir no esôfago. Nesse caso, não adianta só fazer o ácido estomacal parar de invadir o esôfago.

"Quando há pepsina no tecido, o ácido que vem dos alimentos pode causar danos."

A proposta da médica é comer menos alimentos ácidos e mais comida alcalina.

A escala de pH vai de zero a 14. A água destilada fica no 7, pH considerado neutro. Um alimento com pH 4 é dez vezes mais ácido do que um com pH 5.

Para aliviar os sintomas do refluxo, Koufman sugere uma dieta rígida de duas semanas sem nenhum alimento com pH abaixo de 5: nada de frutas a não ser melão e banana nem tomates ou cebolas. Ficam liberados outros vegetais, cereais integrais, peixe ou frango.

Comida industrializada, por exemplo, é ácida porque isso ajuda a preservá-la. Seu maior consumo tem levado a mais casos de câncer de esôfago por refluxo crônico.

Outros alimentos precisam ser eliminados por outros motivos além da acidez. Mesmo sem pH baixo, carnes gordurosas, laticínios, café, chocolate, frituras e álcool pioram os sintomas.

"Esse é um processo de tentativa e erro. Grãos são bons, assim como quase todos os vegetais. É bom evitar bebidas em lata ou engarrafadas, exceto água. E é melhor fechar a cozinha às 20h", afirma Koufman.

veja também