Empresa desenvolve stent para disfunção erétil

Empresa desenvolve stent para disfunção erétil

Atualizado: Segunda-feira, 24 Outubro de 2011 as 9:42

A fabricante informou que concluiu um estudo de viabilidade inicial de 30 homens, idade média de 60 anos, que sofriam de disfunção erétil. Depois de três meses os resultados foram "promissores".

O stent --um tubo de malha de minúsculos fios semelhantes aos usados para sustentar artérias do coração aberto-- foi colocado na artéria que fornece sangue para o pênis.

O stent foi colocado por meio de um cateter com rosca até a pelve, onde a artéria está localizada, permitindo um melhor fluxo de sangue.

"A disfunção erétil é uma doença vascular. Por isso Medtronic está interessada no problema ", disse Jason Rogers, do US Davis Medical Center. Ele é um dos pesquisadores do estudo patrocinado pela empresa.

PROBLEMA COMUM

Há uma estimativa de 30 milhões de homens nos EUA com disfunção erétil e 300 milhões em todo o mundo.

De acordo com Rogers, até 50% dos homens com a doença interrompem a terapia de drogas (como Viagra, Levitra e Cialis) por falta de resultados ou por causa dos efeitos colaterais, como diminuição da pressão arterial.

O especialista também destacou que homens que tomam alguns medicamentos para a doença cardíaca não podem usar as populares pílulas.

Os resultados iniciais mostram que dois terços dos homens que se submeteram ao procedimento melhoraram em pelo menos quatro pontos no índice de 30 pontos da escala disfunção erétil.

Além disso, não houve eventos colaterais nos três meses seguintes. Os cientistas precisam, agora, acompanhar os pacientes por mais tempo. "O trabalho ainda é experimental e exige mais pesquisa."

veja também