Empresa lança vacina mais potente contra pneumonia e a meningite

Empresa lança vacina mais potente contra pneumonia e a meningite

Atualizado: Segunda-feira, 19 Julho de 2010 as 11:18

O laboratório Pfizer apresentou uma versão da vacina contra doenças pneumocócicas (como pneumonia e a meningite), a Prevenar 13, em evento nesta sexta-feira (16), em Gramado (RS). A nova vacina, chamada conjugada 13-valente, oferece uma cobertura mais ampla contra doenças como pneumonia, meningite e otite, por conseguir imunizar os tipos mais agressivos da bactéria pneumococo. Ela é indicada para mulheres que estão amamentando e para crianças de seis semanas a seis anos incompletos.

Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostram que as doenças pneumocócicas são as principais causas de morte em crianças menores de cinco anos no Brasil e em toda a América Latina, levando em conta as doenças que podem ser prevenidas por vacinas.

De acordo com Marcus Diniz, diretor da Unidade de Negócios de Vacinas da Pfizer, a vacina deve chegar ao mercado brasileiro até o fim deste mês, contando três meses da aprovação da Prevenar 13 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em 22 de abril.

- A vacina será oferecida em clínicas particulares com o preço padrão da Prevenar, R$ 250 a dose, em média.

Sem previsão de chegar ao SUS

Não há previsão da entrada do produto no calendário nacional de imunizações do Ministério da Saúde nem sobre a possibilidade futura de ser oferecida no SUS (Sistema Público de Saúde). Segundo Diniz, essa é uma escolha do governo.

A Prevenar 13 deve substituir a Prevenar 7, até então considerada a mais eficaz na produção de anticorpos (moléculas responsáveis pelo combate do corpo a infecções) dessas doenças. A nova vacina previne contra a meningite (inflamação da membrana que cobre o cérebro e a medula espinhal), pneumonia bacteriêmica e empiema (acúmulo de pus na cavidade em torno dos pulmões), atua na prevenção da doença pneumocócica não invasiva, (pneumonia e otite média aguda) e na versão invasiva (quando ocorre infecção na corrente sanguínea, incluindo sepse e bacteremia).

A vacina deve ser administrada em quatro doses, aos dois, quatro e seis meses e entre os 12 e 15 meses de idade.

A administração da Prevenar 13 só não é indicada para completar a imunização em crianças que já tomaram a 10-valente, presente no calendário nacional de imunização, pois ainda não foram feitos testes suficientes para saber se há ou não efeitos colaterais, de acordo com a Pfizer

Assim como o Brasil, mais de 53 países aprovaram a vacina, entre eles Estados Unidos, União Europeia, Canadá e Austrália e os latinos americanos Uruguai, México, Colômbia, Argentina e Guatemala.

Pneumonia e meningite são campeãs de mortalidade no Brasil e na América Latina

As doenças pneumocócicas são a principal causa de morte em crianças até um ano de vida no Brasil. Todos os dias, dez crianças morrem por causa dessas doenças no Brasil – na América Latina são duas a cada hora, segundo dados do Center for Disease Control and Prevention (agência federal de saúde dos Estados Unidos).

O mesmo levantamento informa que na América Latina são atribuídas ao pneumococo mais de 20 mil mortes por ano, destas a maioria por pneumonia (16.960) e meningite (3.220).

O Brasil lidera o número de casos de pneumonia na América Latina, com 2.791 casos entre crianças menores de três anos, a cada 100 mil habitantes. A Argentina chega perto com 2.422 casos entre crianças menores de dois anos, a cada 100 mil habitantes.

Por: Camila Neumam

veja também