Entenda as diferenças entre os chás verde, branco e amarelo

Entenda as diferenças entre os chás verde, branco e amarelo

Atualizado: Segunda-feira, 7 Dezembro de 2009 as 12

Eles são originados da mesma planta, a Camellia sinensis, mas possuem cores e sabor diferentes. Trata-se dos chás verde, branco e amarelo. Lançados no mercado nessa ordem, todos prometem ação diurética e auxílio em dietas de emagrecimento devido à aceleração do metabolismo no organismo. A diferença está na eficiência das ações.

O chá amarelo é o mais poderoso entre as versões devido ao processo de secagem mais lento, o que resulta numa maior concentração de polifenóis, substância antioxidante que protege o corpo de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular: flavonoides e a catequina, que aceleram a queima de carboidratos e gorduras do corpo, e o tanino, que diminui o colesterol ruim e ajuda a prevenir doenças circulatórias. E são ricos em cafeína, que ajuda a eliminar a retenção de líquidos. Estudos também associam esses chás à manutenção da boa saúde do coração e ao aumento da imunidade.

O chá branco e o chá verde possuem as mesmas propriedades, mas em menores concentrações.

Apesar de milenares, as bebidas foram tema de pesquisas científicas há apenas dez anos. Uma das mais importantes foi realizada pela Sociedade Americana de Nutrição, em 1999, que acompanhou dois grupos de pessoas que estavam acima do peso e seguindo dieta de emagrecimento. Um deles, além de consumir um cardápio de baixa caloria, bebeu de seis a oito xícaras de chá verde por dia. No final do estudo, esses pacientes queimaram 4% a mais de gordura do que o grupo que não consumiu a bebida.

A Camellia sinensis ainda é a planta que dá origem ao chá preto, que não oferece nenhum desses benefícios. A explicação é o processo de produção dos diferentes chás, da colheita à torrefação.

Os chás amarelo e branco são feitos com folhas jovens, colhidas antes da planta florescer, e brotos. Essas partes são cozidas a vapor e secas, sendo que as que passam por processo de secagem mais lento tornam-se integrantes do chá amarelo, mantendo íntegras as propriedades da planta.

Os chás verde e preto passam por processo de fermentação, e este último ainda é torrado. A fermentação já diminui algumas propriedades benéficas ao corpo e a torrefação as elimina mantendo apenas a concentração de cafeína.

Por: Michelle Achkar

veja também