Entenda mais sobre a temida ejaculação precoce

Entenda mais sobre a temida ejaculação precoce

Atualizado: Segunda-feira, 26 Julho de 2010 as 9:05

Embora o grande terror masculino seja a disfunção erétil (impotência), não é o único problema que atormenta o homem, deixando-o inseguro e, também, frustrando a mulher. A mais comum das disfunções sexuais masculinas é a ejaculação precoce: quando o orgasmo chega rápido demais para o homem. Mas as situações são variadas. Alguns homens ejaculam logo que se iniciam as carícias ou simplesmente ao ver a parceira se despindo. Muitos ejaculam antes ou logo depois de introduzir o pênis na vagina da mulher, mas outros são capazes de alguns movimentos antes de atingir o orgasmo.

Um autor considera precoce a ejaculação ocorrida 30 segundos depois da penetração, um médico prolongou esse critério para um minuto e meio, outro para dois minutos, enquanto um terceiro a reconhece quando o orgasmo ocorre antes de dez movimentos.

Na verdade, o aspecto fundamental é a ausência de controle voluntário sobre o reflexo ejaculatório. Por alguma razão um homem pode nunca ter aprendido a perceber as sensações que anunciam o orgasmo e por isso o controle voluntário adequado não foi adquirido. Nesse caso, o orgasmo ocorre como um reflexo quando é atingido um nível intenso de excitação sexual. Frequentemente, isso cria muita tensão entre os parceiros, principalmente quando a mulher fica ressentida, acreditando que o homem não se preocupa com ela nem com suas necessidades sexuais.

Ele, por sua vez, se sente um fracasso e fica deprimido. A partir daí, passa a evitar relações sexuais, mas quando ocorre, tenta segurar a ejaculação mordendo a língua, pensando em coisas desagradáveis, anestesiando a ponta do pênis com pomada, ou qualquer outra técnica que possa diminuir a excitação. O resultado final é nenhum prazer e um profundo estresse, sem amenizar a culpa por ter gozado mais rápido do que gostaria. Sem dúvida, a capacidade do homem de controlar sua ejaculação é precondição para que ele e a parceira obtenham mais prazer na relação sexual. E se considera que o controle ejaculatório está estabelecido quando é possível tolerar durante o tempo que se quiser um nível elevado de excitação, sem ejacular por reflexo.

Dentre os diversos métodos de tratamento, destacam-se os exercícios para controlar a ejaculação - respiração e contração dos músculos que circundam a próstata -, que são os mesmos que permitem ao homem ter orgasmos múltiplos sem ejacular. E para o homem aprender como fazê-los sugiro o livro 'O Orgasmo Múltiplo do Homem', de Mantak Chia e Douglas Arava, da Editora Objetiva.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também