Enxaqueca também atinge crianças

Enxaqueca também atinge crianças

Atualizado: Quarta-feira, 15 Dezembro de 2010 as 8:23

O Hospital Infantil Darcy Vargas, da Secretaria de Estado da Saúde, atende cerca de 300 crianças e adolescentes todos os anos no ambulatório de neurologia. Eles apresentam quadros de cefaléia, conhecida como dor de cabeça, e 30% dos casos são classificados como enxaqueca.

A enxaqueca é uma doença sistêmica e recorrente e não apenas uma simples dor de cabeça. Ela vem acompanhada de sintomas associados como alterações de humor, perturbações sensitivas, vertigens, náuseas, vômitos e dores abdominais, entre outros.

“Muitas pessoas confundem a doença enxaqueca com a intensidade da dor de cabeça, mas a dor é apenas um dos sintomas da doença”, afirma Paulo Plaggert, neurologista do Hospital Infantil Darcy Vargas.

De acordo com Plaggert, as meninas são mais atingidas no início da adolescência, quando começam as mudanças hormonais. As crises podem ser desencadeadas por características hereditárias, incômodo com lugares com muito ruído, claridade, calor, noites de sono inadequadas, estresse e consumo de certos alimentos ou alimentação ineficiente.

“É preciso evitar hábitos que podem fazer a dor aparecer, como pular as refeições, exposição ao sol, alimentação inadequada e alguns tipos de chocolate”, alerta o neurologista.

veja também