"Epidemia" de diabetes pode elevar casos de tuberculose

"Epidemia" de diabetes pode elevar casos de tuberculose

Atualizado: Sexta-feira, 28 Outubro de 2011 as 10:58

O alerta foi feito no dia 26 pela União Internacional contra Tuberculose e Doenças Pulmonares, em Lille, na França. A cidade sedia, a partir desta quinta-feira, a 42ª Conferência Mundial sobre Saúde Pulmonar.

Neste ano, a União lançou, em conjunto com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a recomendação para que pacientes que apresentem qualquer uma dessas doenças sejam avaliados para verificar se a outra também está presente. O procedimento, porém, ainda não é comum na maioria dos países.

De acordo com Anthony Harries, diretor do departamento de pesquisa da união e professor honorário da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, estudos mostram que o diabetes eleva em até três vezes o risco de uma pessoa contrair tuberculose. Isso porque o diabetes causa alterações no sistema imunológico do paciente, que perde parte da capacidade de se proteger contra a bactéria que causa a tuberculose.

Estima-se que, em 2010, havia no mundo 285 milhões de pessoas com diabetes. Já o número de infectados pelo bacilo da tuberculose chega a 2 bilhões. Apenas entre 5% e 15% deles, porém, vão desenvolver a doença infecciosa em algum momento da vida. Entre os fatores de risco estão a Aids, o tabagismo e a má nutrição, além do diabetes.

A transmissão do bacilo para terceiros, por meio de de gotículas expelidas pela tosse, por espirros ou pela fala, só ocorre quando a doença está ativa e atinge os pulmões do doente --em casos mais raros, a bactéria afeta outras partes do corpo, como a meninge. Normalmente, o potencial de transmissão é interrompido após duas semanas de tratamento.

Estudos apontam, porém, que esse período é mais longo em pacientes com diabetes. Além disso, esse grupo corre maior risco de ter casos repetidos de tuberculose e tem mais chances de morrer pela doença.

"O diabetes ameaça o controle da tuberculose", diz Harries.

Para ele, países como o Brasil, que em 2010 registrou 37,04 casos de tuberculose por cem mil habitantes, podem sofrer um aumento na incidência da doença por causa da elevação do número de casos de diabetes --associado à obesidade.

O especialista diz, porém, que é preciso realizar novos estudos para ver qual a conduta mais adequada em relação aos pacientes com as duas doenças. Uma das alternativas é ampliar a duração do tratamento, normalmente feito em seis meses, para evitar a reincidência e diminuir as chances de transmissão.

veja também