Especialistas dos EUA recomendam tirar remédio para diabetes do mercado

Especialistas dos EUA recomendam tirar remédio para diabetes do mercado

Atualizado: Quinta-feira, 15 Julho de 2010 as 9:44

A maioria dos integrantes de um comitê de especialistas convocado pela FDA (Agência Americana de Medicamentos e Alimentos) recomendou, nesta quarta-feira, retirar do mercado o antidiabético Avandia, produzido pelo laboratório britânico GlaxoSmithKline, por aumentar os riscos de problemas cardiovasculares.

Doze especialistas de um painel de 33 pessoas se disseram favoráveis à medida. No entanto, outros dez defenderam que fosse mantida a comercialização do medicamento, mas com novas advertências a pacientes e médicos sobre os possíveis efeitos colaterais do mesmo. Sete especialistas pediram simplesmente que fosse acrescentada uma mensagem de precaução, três se disseram favoráveis a que se mantenha a comercialização e uma pessoa se absteve.

Os efeitos colaterais do Avandia são alvo de uma viva controvérsia desde a publicação de estudos, em 2007, que mostravam o aumento do risco de ataque cardíaco e derrame cerebral quando o medicamento era tomado.

Análises recentes mostraram que o remédio do laboratório britânico tem mais efeitos perigosos que seu principal concorrente, o Actos, do laboratório japonês Taketa.

Na época da divulgação dos estudos, a GlaxoSmithKline questionou a análise. Em nota, a Glaxo afirmou que estudos de referência internacional analisados em conjunto mostraram que o Avandia não aumenta os riscos de ataque do coração, derrames e mortes.

O laboratório disse que o estudo apresenta "limitações" por se basear "apenas em dados estatísticos".

veja também