Estudo americano comprova os efeitos perigosos do consumo excessivo de sal

Estudo americano comprova os efeitos perigosos do consumo excessivo de sal

Atualizado: Sexta-feira, 22 Janeiro de 2010 as 12

No title Um estudo científico divulgado nos Estados Unidos comprovou os efeitos perigosos do consumo exagerado de sal na alimentação. Mas a notícia boa é que uma redução pequena nesse consumo pode evitar muitos problemas.

A culinária americana, tradicionalmente, não leva muito sal. O problema é o complemento: o petisco que acompanha o prato principal e o lanche comprado na rua.

Não é de hoje que os médicos alertam que o sal em excesso aumenta a pressão arterial e provoca doenças cardíacas, mas nunca um estudo científico tinha sido tão incisivo.

Pesquisadores americanos chegaram a uma conclusão impressionante: cortar meia colherzinha de chá de sal por dia pode evitar 92 mil mortes por ano nos Estados Unidos, diminuindo o número de derrames e ataques cardíacos.

A cidade de Nova York lidera uma campanha com várias cidades americanas para esimular restaurantes e fabricantes a diminuir reduzir a quantidade de sal no preparo dos alimentos. A meta é diminuir em 25% nos próximos cinco anos.

Uma das coordenadoras da campanha,  Lynn Silver,  já foi diretora da Universidade de Brasília (UnB). Ela diz que o problema nos EUA é que o sal muitas vezes está escondido em produtos que nem se imagina. "Um pão doce pode ter mais sal do que um pacote de batatas fritas", diz ela.

veja também