Estudo associa curta duração do sono à obesidade entre os jovens

Estudo associa curta duração do sono à obesidade entre os jovens

Atualizado: Segunda-feira, 12 Abril de 2010 as 12

Um estudo publicado na edição de abril do Jornal de Saúde Pública da Austrália e da Nova Zelândia indica que os adolescentes obesos têm piores noites de sono, comparados àqueles que apresentam peso normal. De acordo com os pesquisadores, esses jovens são mais propensos a ir para a cama mais tarde e a dormir menos tempo do que os outros.

Avaliando, em diferentes dias da semana, os perfis de sono de mais de 3,8 mil jovens com idades entre nove e 18 anos, os especialistas descobriram que os obesos tinham pior qualidade de sono do que os participantes mais magros, principalmente aos domingos. Além disso, os resultados mostraram que as meninas dormiam mais - por irem para a cama mais cedo do que os meninos -, e que, à medida que ficam mais velhos, os jovens dormem menos.

Os pesquisadores destacam, porém, que ainda não está claro se há uma relação de causa e efeito, e quais seriam as razões da relação entre obesidade e os padrões de sono. “Os padrões de sono que descobrimos casam-se confortavelmente com a teoria de que curta duração do sono predispõe à obesidade, porém pode haver também um terceiro fator que contribui para sobrepeso e curta duração do sono”, explicam os autores. Esse terceiro fator, segundo eles, poderia ser o tempo gasto em frente à TV ou ao computador, ou ainda a falta de atividades físicas.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também