Estudo com múmias culpa vida moderna por aumento nos casos de câncer

Estudo com múmias culpa vida moderna por aumento nos casos de câncer

Atualizado: Sexta-feira, 15 Outubro de 2010 as 9:12

Uma pesquisa feita com múmias provou que o câncer é uma doença moderna, motivada principalmente por fatores ambientais da vida moderna, como a poluição e a alimentação. O estudo, feito por pesquisadores da Universidade de Manchester, foi produzido também com base em documentos antigos do Egito e da Grécia.

Eles analisaram dezenas de múmias egípcias e acharam casos de câncer em apenas uma. Também na literatura médica da época há poucos relatos da doença. De acordo com eles, isso prova que a doença era extremamente rara na antiguidade.

Desde a Revolução Industrial, os casos de tumores aumentaram muito, especialmente entre as crianças, o que, segundo Rosalie David, principal autora do estudo, prova que não é apenas o envelhecimento da população que provoca o aumento na incidência da doença.

– Em sociedades industriais, o câncer é segunda doença que mais causa mortes, perdendo apenas para os problemas cardiovasculares. Mas, na antiguidade, era extremamente raro. Não há nada no ambiente natural que possa causar câncer. Então essa tem de ser uma doença causada pelo próprio homem, por fatores como poluição e mudanças na alimentação e no estilo de vida.

Michael Zimmerman, que também participou pesquisa, fez experimentos que indicam que o processo de mumificação preserva os tumores, que poderiam estar inclusive mais preservados do que os tecidos normais no corpo. E, mesmo assim, centenas de múmias foram examinadas e várias partes do mundo e há apenas dois trabalhos que confirmam microscopicamente a presença de câncer.

Na literatura médica, apenas a partir do século 17 existem registros de operações para cânceres como o de mama. Para outros tipos de tumor há registro de apenas 200 anos atrás.

veja também