Estudo conclui que o consumo de banana e menos sal, pode prevenir AVC e outras doenças.

Banana previne AVC. Saiba mais

Atualizado: Segunda-feira, 8 Abril de 2013 as 7:20

 

Está mais que provado que, o consumo de alimentos saudáveis como frutas e legumes, previnem doenças e prolongam a vida. Estudo conclui que, comer mais banana e diminuir o consumo de sal, poderá previnir milhares de mortes como o acidente vascular cerebral (AVC). As informações foram publicadas no site bmj.com, divulgado pelo jornal Daily Mail. Pessoas com uma alta ingestão de potássio, presente na fruta, tem 24% menos risco de sofrer um AVC, segunda pesquisa.
 
Levantamentos anteriores sugerem que pessoas mais velhas podem ser prejudicadas pelo grande consumo de potássio, porque seus rins são menos capazes de remover essa substância do sangue. Porém, a nova pesquisa aponta que o potássio não afeta negativamente a função renal. Segundo os autores, há grandes evidências de que os pacientes com pressão arterial elevada melhoraram após aumentarem o consumo de potássio. A pesquisa, que analisou 128 pessoas, mostrou que o aumento no consumo desse mineral beneficiou a maioria das pessoas.
 
Banana previne AVCOs benefícios da banana são muitos. Cada unidade possui cerca de 420 mg do mineral, sendo que o consumo diário recomentado é de 3.500 mg. A água de coco e o espinafre são outras ótimas fontes de potássio. Outro estudo demonstrou que a redução de sal pelo período de no mínimo quatro semanas auxilia em uma diminuição significativa da pressão arterial, reduzindo o risco de derrame e ataque cardíaco.
 
“A pressão arterial elevada é o maior fator de risco. Fazer mudanças na dieta é um grande passo para manter a pressão sob controle”, afirmou a médica Clare Walton, da Stroke Association, sobre a importancia da alimentação para prevenção do AVC.
 
Países como Reino Unido, costuma ocorrer de 53 mil mortes por AVC a cada ano. Cerca de 100 mil pessoas sobrevivem, mas ficam com sequelas. Apesar do resultado das pesquisas, o departamento de saúde britânico aconselha que idosos não tomem complementos de potássio, a menos que sejam recomendados por um médico.
 
 
Com informações de: Terra

veja também