Estudo sobre gravidez de portadoras de HIV não está fechado, diz ministro

Estudo sobre gravidez de portadoras de HIV não está fechado, diz ministro

Atualizado: Quarta-feira, 5 Maio de 2010 as 11:29

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou nesta terça-feira, dia 4, que o estudo sobre a gravidez de mulheres portadoras de HIV em debate na pasta ainda não está concluído. Temporão afirmou que um comitê está analisando o tema e uma decisão só será tomada após análise de especialistas, do governo e dos movimentos organizados na área.

"Há um comitê que está discutindo a questão e o ministério está aguardando as conclusões deste comitê. Claro que nós queremos que todas as mulheres brasileiras que desejam ter filhos as tenham em condições seguras para si e para seus bebês, este é o objetivo do trabalho. Mas ainda não há nenhuma conclusão de em que maneira isso vai ser feito, em que condições isso vai ser feito", afirmou Temporão.

O ministro afirmou que não há prazo para a conclusão deste trabalho e que a discussão ainda está em fase inicial. "Tudo que é feito nesta área é discutido em conjunto entre especialistas, o governo e o movimento organizado. Isso vai ser discutido profundamente".

Temporão participou nesta manhã de uma audiência na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) no Senado sobre mortalidade materna. O ministro destacou que o Brasil vai tentar cumprir a meta do milênio nesta área, que prevê em 2015 a redução do índice de mortalidade materna para 35 por 100 mil habitantes. "Temos que chegar a 35 por 100 mil e temos agora 75 por 100 mil. O Brasil tem condições técnicas de avançar? Tem. Então nós vamos buscar essa meta".

O ministro afirmou ainda que está em estudo na pasta a possibilidade de inclusão da vacina contra o HPV no programa nacional de imunização. O principal problema, segundo ele, é o preço da vacina. Temporão estima que somente este produto fará com que dobre o gasto anual do governo dentro do programa.

Por: Eduardo Bresciani  

veja também