Evite alimentos que deixam o corpo suscetível a doenças

Evite alimentos que deixam o corpo suscetível a doenças

Atualizado: Quinta-feira, 14 Julho de 2011 as 2:58

Ter uma alimentação à base de determinados alimentos, como os industrializados, deixa o organismo humano mais propenso a contrair doenças, especialmente no inverno. “As pessoas tendem a criar e a manter um ambiente sanguíneo mais ácido, tornando o organismo mais suscetível a determinadas doenças e ao aparecimento mais frequente de gripes e resfriados”, diz Priscila Spiandorello, nutricionista funcional de São Paulo. Confira, a seguir, o que evitar para se manter saudável.

Açúcar branco : evite sempre, seja puro ou em doces, refrigerantes, bolos, tortas e guloseimas. “O uso regular de grandes quantidades de açúcar branco produz perda de cálcio e magnésio, entre outros nutrientes. Isso afeta de modo crônico e constante o nosso sistema imunológico”, explica Priscila. Dessa maneira, o açúcar branco deve ser substituído pelo açúcar mascavo orgânico ou pelo mel, sempre em quantidades moderadas.

Carnes vermelhas e embutidos : ambos produzem diversos ácidos e reações ácidas no organismo, como ácido oxálico, ácido úrico, além de toxinas redutoras da imunidade. “O ideal é dar preferência ao consumo de carnes brancas, proteínas vegetais, frutas oleaginosas e leguminosas”, diz Priscila.

Leite e derivados : principalmente o leite de vaca, rico em caseína (proteína indigesta), produz ácido lático e gera mucosidades em excesso. “Isso causa enfraquecimento das defesas orgânicas”, fala Priscila. A dica, portanto, é substituir por leite de soja ou outros leites vegetais. Como fonte de cálcio, prefira as verduras e os feijões.

Farinha branca : o pão branco e as farinhas de trigo brancas, não integrais, fermentam e produzem mucosidades, além de serem pobres em proteínas, vitaminas e minerais essenciais. “A ingestão constante enfraquece o organismo”, garante Priscila.

Frituras, salgadinhos, guloseimas e fast food : “são responsáveis por grandes desequilíbrios orgânicos e muitas doenças, como diabetes, obesidade e pressão alta”, acredita Priscila. O seu consumo regular, associado ao açúcar branco, determina um constante de atenção.

O que faz bem

 Uma vez que o excesso de açúcar branco, carnes vermelhas, embutidos, leite e seus derivados, farinha branca, frituras, salgadinhos, guloseimas e fast food foi eliminado da dieta do inverno, é obrigatório incluir alguns itens na alimentação para turbinar o sistema imunológico.

“A variedade e uma alimentação o mais natural possível, com frutas, verduras e legumes, tem o papel de regular as funções químicas e fisiológicas do corpo. Isso melhora o funcionamento de todos os sistemas do organismo, inclusive o imunológico”, finaliza Priscila.

Lascritta

veja também