Exames de ressonância serão terceirizados

Exames de ressonância serão terceirizados

Atualizado: Sexta-feira, 9 Novembro de 2012 as 8:33

 

O secretário de Saúde, Rafael Barbosa, anunciou hoje a contratação de cinco clínicas privadas para realizar exames de ressonância magnética em pacientes que estão à espera do atendimento pela rede pública.

A fila para os exames chega a quase 13 mil pessoas, segundo dados da secretaria. Os primeiros procedimentos já devem ser iniciados na segunda-feira (12).

Os contratos com as empresas devem começar a ser assinados no final da tarde. Cada exame terá um valor de R$ 350 para a SES, que tem um valor maior em relação ao que o SUS oferece em sua tabela, em média de R$ 260 por procedimento.

A pasta anunciou ainda a compra de três novos aparelhos de ressonância magnética e o processo de licitação já está em curso. Os equipamentos serão enviados aos hospitais de Base de Taguatinga e Sobradinho, que mais apresentam demanda para esses atendimentos. A previsão é que, com os novos aparelhos, a demanda de exames chegue a 2,5 mil por mês, zerando a fila em, no máximo, seis meses.

Atualmente, a rede pública de saúde do DF possui apenas um aparelho de ressonância magnética no Hospital de Base, mas que está quebrado há três semanas, depois que o equipamento sugou uma enceradeira que estava sendo usada por um funcionário da limpeza. Mas, os pacientes do DF também realizam esses exames no Hospital das Forças Armadas (HFA) e no Hospital Universitário de Brasília (HUB), ambos federais.  A SES também pretende realizar outras ações para atender os pacientes que esperam por exames de ressonância magnética.

 

Com informações de Jornal Coletivo

veja também