Excesso de chocolate pode causar desarranjo intestinal e acne

Excesso de chocolate pode causar desarranjo intestinal e acne

Atualizado: Segunda-feira, 5 Abril de 2010 as 12

O chocolate é um alimento nutritivo e não precisa ser excluído da dieta alimentar. Porém, também é rico em gorduras e deve ser consumido com moderação. A nutricionista Viviane Borges, especialista do Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, explica que não há um consumo mínimo recomendado e que a quantidade de calorias depende do tipo de ovo de Páscoa.

Crianças e adultos podem sofrer consequências desagradáveis se exagerarem no consumo de chocolate. Os casos mais comuns são de desconforto e desarranjo intestinal, podendo ocorrer também alterações transitórias no valor das gorduras e glicemia sanguíneas. Normalmente, o consumo moderado não traz estes inconvenientes.

Calorias e moderação

De acordo com a especialista, o campeão em calorias é o chocolate branco, além dos ovos ao leite com oleaginosas, nozes ou castanhas: 100 gramas têm cerca de 560 calorias. Já o chocolate meio amargo é o que conta com menores índices de caloria, com aproximadamente 475 calorias por 100 gramas.

"Engana-se quem pensa que o ovo diet tem menos calorias. O chocolate diet não contém açúcar, mas tem mais gordura. Em 100 gramas pode haver 557 calorias", alerta a nutricionista. Os valores nutricionais podem variar também se o ovo tiver recheio, frutas e licores, por exemplo.

Com formas, cores e sabores diferentes, os chocolates se tornam uma tentação para as crianças, que muitas vezes querem devorar o ovo de uma vez. Viviane diz que o ideal é que o doce seja consumido em pequenas porções, sempre após as refeições. "O chocolate é uma nutritiva fonte de energia, que pode ser útil na alimentação das crianças, principalmente naquelas que necessitam ganhar peso. Nesta época, o chocolate pode ser oferecido em pequenas porções como sobremesa", afirma a nutricionista.

Chocolate x Acne

É comum associar o consumo de chocolate ao aparecimento de acne. O dermatologista Leonardo Abrucio, que também trabalha no Hospital Beneficência Portuguesa, afirma que não há nenhum trabalho científico que faça uma associação direta entre a ingestão do alimento e o problema de pele, mas que ainda assim há explicação para o surgimento de acne após consumo excessivo de chocolate. "Os chocolates são ricos em gordura e o seu excesso pode aumentar a secreção das glândulas sebáceas, estimulando a produção de acne. Por isso, o consumo de chocolate deve ser moderado", diz o dermatologista.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também