Excesso de peso e transtornos alimentares podem causar infertilidade

Excesso de peso e transtornos alimentares podem causar infertilidade

Atualizado: Segunda-feira, 26 Julho de 2010 as 9:08

Controlar o peso não é apenas uma questão de estética: tanto o sobrepeso quanto a magreza excessiva são bastante prejudiciais à saúde. Dados do Ministério da Saúde revelam que a obesidade e o excesso de peso atingem cerca de 30% das mulheres em idade fértil, ou seja, entre 16 e 46 anos.

No Brasil, 43% dos adultos estão acima do peso e, desse total, 11% estão obesos. Entre os jovens de 18 a 24 anos, o percentual está na casa dos 21%. Já os transtornos alimentares, como a anorexia e a bulimia nervosas, atingem entre 0,5% e 1% da população feminina mundial entre 14 e 39 anos. Além de uma série de doenças resultantes da alimentação inadequada como diabete, câncer e problemas cardiovasculares, entre outros, essas pessoas correm, ainda, o risco de se tornarem inférteis.

Como também causa problemas hormonais, a obesidade está diretamente ligada a problemas de fertilidade. Nas mulheres, o responsável por esse processo é o estrógeno, hormônio sexual fabricado pelo ovário. Se há excesso de gordura, o corpo produz quantidades anormais de estrógeno, processo que termina por diminuir drasticamente as chances de gravidez. O sobrepeso causa disfunções na ovulação: quando está obesa, a mulher pode apresentar ciclos anovulatórios (ausência de ovulação) ou ovulação inadequada, com produção hormonal anormal.

De acordo com o médico Marcello Valle, especialista em Reprodução Humana pela Universidade de Paris e diretor de uma clínica particular de reprodução assistida, é comum em mulheres com sobrepeso a presença de irregularidades menstruais - principalmente ciclos irregulares, com intervalos muito curtos, com menos de 15 dias, ou muito longos, com menstruações a cada dois ou três meses. Anorexia e bulimia nervosas também contribuem para a ocorrência da infertilidade.

“Nessas mulheres, o corpo não produz estrógeno suficiente, provocando a falência dos ciclos reprodutivos. O índice de massa corporal muito baixo, comum em quem sofre desses transtornos alimentares, também pode comprometer a ovulação. Se os hormônios estiverem escassos por conta da pouca gordura corporal, a ovulação não ocorre de maneira normal, levando à infertilidade”, conclui.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também