Exercícios para musculatura pélvica ajudam a controlar a incontinência urinária

Exercícios para musculatura pélvica ajudam a controlar a incontinência urinária

Atualizado: Sexta-feira, 11 Março de 2011 as 8:47

Diversos estudos mostram que os exercícios Kegel, nos quais os músculos que regulam o fluxo urinário são contraídos e relaxados, podem ajudar no controle da incontinência urinária ligada ao estresse, caso sejam adequadamente realizados. Em alguns estudos a cirurgia se mostrou mais eficiente, mas agregou riscos não associados aos exercícios.

Na incontinência por estresse, os músculos do pavimento pélvico, que sustentam a bexiga, são fracos, e os músculos do esfíncter, ao redor da uretra, não são fortes o bastante para evitar vazamentos durante a movimentação. Um exercício Kegel simples envolve interromper o fluxo da urina por seis segundos, e retomar a urinação por mais seis segundos. Urologistas recomendam realizar diversos ciclos, várias vezes ao dia.

Num estudo publicado na revista “Gerontology”, metade de um grupo de mulheres incontinentes numa casa de repouso foi tratada com exercícios e treinamento da bexiga, para aumentar o intervalo entre as urinações. “Foi observado um aumento significativo de força do pavimento pélvico no grupo de tratamento, frente ao grupo de controle”, com melhora de sintomas, concluiu o estudo. Os exercícios Kegel também mostraram eficácia em homens e crianças.

Em outros estudos, o sucesso de Kegel foi maior quando havia supervisão e biofeedback. Além disso, um estudo descobriu que, quando o tratamento com exercícios é inicialmente bem-sucedido, há uma probabilidade de 66% de os resultados durarem até dez anos.

veja também