Exposição ajuda a reduzir estigma de doença de pele

Exposição ajuda a reduzir estigma de doença de pele

Atualizado: Quarta-feira, 28 Julho de 2010 as 8:35

Aproximadamente duas em cada 100 pessoas sofrem de psoríase, uma doença de pele crônica caracterizada por manchas avermelhadas que descamam. Quem convive com o problema muitas vezes têm de enfrentar o olhar receoso de quem acha que a condição é contagiosa, o que não é verdade.

Para conscientizar a população sobre problema e mostrar seu impacto na vida dos portadores, o fotógrafo alemão Ralf Tooten foi convidado a fazer um ensaio com dez homens e mulheres da América Latina, quatro deles brasileiros. As imagens, somadas aos depoimentos dos pacientes, foram reunidas na exposição "Psoríase: A Verdade Nua", que pode ser vista até o dia 30 de agosto no Metrô Sé, em São Paulo, e de 9 a 28 de setembro no Metrô General Osório, no Rio de Janeiro.

"Se a pessoa tem diabetes, ela até consegue esconder dos outros. Já uma doença de pele como a psoríase é estigmatizante - as pessoas olham torto, querem saber se é contagiosa", comenta o médico Ricardo Romiti, coordenador do Ambulatório de Psoríase do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP). A consequência é que o paciente se retrai, passa a cobrir as manchas com roupas e evita atividades físicas, o que só piora a condição, já que banhos de sol e exercícios ajudam no tratamento.

"Tenho a doença desde os 8 anos e, na adolescência, me sentia um patinho feio", conta Vanessa Barreto, de 26 anos, brasileira que participou da campanha. Segundo ela, a reação sempre foi se retrair, tanto que ela chegou a evitar relacionamentos íntimos por muito tempo.

Acredita-se que os portadores tenham uma pré-disposição genética para a doença, que pode também ser ativada por fatores ambientais como estresse, infecção por certos tipos de vírus e bactérias, ferimentos na pele ou reação a determinados medicamentos.

Embora não haja cura para o problema, há diferentes tratamentos que ajudam a controlar a condição como cremes, medicamentos biológicos e fototerapia (aplicação de raios ultravioleta).

Promovida, no Brasil, pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), com apoio da farmacêutica Pfizer, a exposição vem acompanhada por um documentário curto que mostra os bastidores do ensaio. O vídeo pode ser visto no site www.psoriaseverdadenua.com.br.

Serviço: "Psoríase: a Verdade Nua"

Data: de 27 de Julho a 30 de agosto

Local: Metrô Sé - São Paul

Hora: horário de funcionamento do Metrô

Data: de 09 a 28 de setembro

Local: Metrô General Osório - Rio de Janeiro

Hora: horário de funcionamento do Metrô

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também