Família e saúde

Família e saúde

Atualizado: Terça-feira, 20 Outubro de 2009 as 12

Há quem diga que é falta de educação desejar saúde a quem espirra. Porém, desde que nos conhecemos por gente, este hábito existe, e perdura até hoje. Qual é o significado deste quase ritual? De alguma forma, o espirro implica um protagonista não muito saudável, e a réplica é o desejo da restauração desta saúde.

Vimos, nos artigos desta revista, a importância de uma vida física saudável, de uma vida emocional saudável e de uma vida espiritual saudável. Há espirros reveladores em cada uma dessas áreas. Vimos também a importância do futebol na saúde emocional de um país como o Brasil. Pudemos juntos louvar ao Senhor por profissionais do esporte que têm um compromisso sério com Deus a ponto de dar um bom testemunho não só com palavras, mas principalmente com a vida.

Como em todas as resoluções que tomamos, é necessário também determinação na busca de uma vida familiar mais saudável - seja na área física, como começar a caminhar diariamente após uma angioplastia, como iniciar (e manter) uma dieta ou mudar os hábitos alimentares.

Há casos muito difíceis, nos quais a família toda sofre impotente, assistindo à partida de algum ente querido. Dramas e comédias se sucedem em nosso cotidiano.

Tendo em vista a saúde emocional, pode-se exercer o papel de incentivador ou motivador emocional de algum membro da família que estiver desanimado. Os pais, como facilitadores, têm nas mãos um enorme poder, e devem exercê-lo sob a direção de Deus. É preciso sensibilidade para lidar com o emocional das pessoas que nos são mais queridas.

Disposição

Receita mágica? Não temos. A profilaxia (medidas preventivas para evitar enfermidades) também é válida na área emocional. Porém, seja qual for o caso, temos a certeza de que, se levarmos a Deus o coração partido, Ele juntará os pedaços e derramará o bálsamo da sua presença!

A vida espiritual também pode estar ou não saudável. Uma vez detectada alguma área onde é necessária maior dose de saúde, devemos também buscá-la. Por exemplo: alguém, ao ler o versículo que diz: "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, somente as que sirvam para a educação e justiça" (Efésios 4.29), pode espirrar com ele. Pode ser que esta pessoa tenha o hábito de falar palavrão e, de repente, perceba, pela orientação da Palavra, que este não é um comportamento cristão saudável. Deste segundo passo, engata-se o terceiro, que implica uma avaliação das palavras a serem eliminadas e em uma substituição por outras mais saudáveis.

Seja qual for a área em que sua família mais precise de saúde, o mais importante é a disposição de ir atrás da solução. Deus nos dá a oportunidade de fazer os planos de forma inteligente (Provérbios 16.1) e caminhar na direção deles. Leia novamente os artigos que foram mais pertinentes ao seu momento de vida.

Ânimo, atrelado à diligência e à adequação, fazem parte dos elementos essenciais para quem estiver a fim de curtir uma família mais saudável!

veja também