Ginkgo Biloba: seus mitos e poderes

Ginkgo Biloba: seus mitos e poderes

Atualizado: Sexta-feira, 26 Outubro de 2012 as 10:58

 

ginkgo bilobaNome Científico: Ginkgo biloba L.

Nome popular: Nogueira-do-japão

Origem: Extremo Oriente

Aspecto: As folhas se dispõem em leque e são semelhantes ao trevo. A altura da árvore pode chegar a 40 metros. O fruto lembra uma ameixa e contém uma noz que pode ser assada e comida

A planta que trouxe esperança para a nação oriental. Ginkgo Biloba foi a primeira planta a nascer em solo infectado e destruído pela bomba nuclear, na cidade de Hiroshima.

Famosa por ser eficaz em várias áreas, o extrato obtido de suas folhas comprovadamente reduz as tonturas, refrescam a memória, aliviam dores musculares nos braços e pernas e acaba com o zumbido no ouvido. Com todas essas façanhas, reúne um vasto grupo de clientes, compostos na maior parte por idosos.

Estudos realizados em laboratórios trazem suspeitas de que suas capacidade vão além das citadas à cima, que possa até, prevenir e atacar tumores.

No final do ano passado, 2011, foi realizada uma pesquisa com 1.388 mulheres. O resultado foi estrondoso após acompanhamento de seis meses. Todas relataram tomar algum remédio fitoterápico (equinácea, ginseng, ervade-são-joão e ginkgo). As que ingeriram Ginkgo tiveram uma incidência de 60% menor de tumores de ovário. Sem entender o que estava acontecendo, cientistas levaram a ginkgo para dentro do laboratório e começaram a fazer testes. Misturaram o extrato da planta a culturas de células de ovário cancerosas. Bastou uma pequena dose para que o crescimento delas fosse reduzido em 80%.

Veja o que já se comprovou e o que 

                                                           


 

Com informações de Abril Saúde

Tabela de Abril Saúde

Foto de Google

veja também