Glossário do envelhecimento saudável

Glossário do envelhecimento saudável

Atualizado: Segunda-feira, 8 Fevereiro de 2010 as 12

No title Glossário

Arteriosclerose: é diferente da aterosclerose, o depósito das placas de gordura nas artérias. O termo arteriosclerose define a perda de elasticidade das paredes das artérias por causa do envelhecimento natural.

Antioxidante: substâncias com poder de neutralizar a reação química provocada pelos radicais livres, ajudando as moléculas a encontrarem um par para seus elétrons livres. É o caso de algumas vitaminas, por exemplo.

Carboidrato: nutriente essencial e excelente fonte de energia para o corpo, é o combustível preferido do cérebro e do sistema nervoso.

Colesterol: tipo de gordura presente nas células humanas. Ele pode ser de dois tipos, o colesterol bom e o ruim. O LDL é o colesterol ruim e esta sigla significa lipoproteínas de baixa densidade. Em grandes quantidades ele pode formar placas de gordura que impedem a boa circulação do sangue. Há também o HDL, considerado o colesterol bom, cuja sigla quer dizer lipoproteínas de alta densidade. Acredita-se que estas substâncias são capazes de remover os cristais do colesterol ruim, o que evita o entupimento dos vasos sanguíneos.

Gorduras saturadas: tipos de gordura que ficam sólidas em temperatura ambiente. São encontradas nos alimentos provenientes de animais (carnes, leite, manteiga, queijos) e também no óleo de palma, manteiga de cacau e óleo de coco. Esse tipo de gordura só deve ser ingerido eventualmente e em pequenas porções, porque pode causar o entupimento dos vasos sanguíneos, aumentado as chances de arteriosclerose e de doença da artéria coronária. A maior parte do suprimento de gordura ingerido deve vir das gorduras monosaturadas como azeite de oliva, amêndoas e abacate, e das polinsaturadas, como os óleos de soja e de milho.

Gorduras trans e doenças do coração: especialistas recomendam limitar o consumo de gordura trans e de gordura saturada. A gordura trans é encontrada em uma série de alimentos processados, como bolachas, salgadinhos, margarinas. Essa gordura, assim como a saturada, eleva os níveis de LDL no sangue, o mau colesterol, aumentando também as chances de desenvolvimento de doenças coronárias.

Mal de Alzheimer: doença degenerativa em que os neurônios simplesmente vão morrendo, causando perda da memória, entre outros danos. Foi descrita em 1907 pelo patologista alemão Alois Alzheimer.

Mal de Parkinson: doença caracterizada por deixar mãos, pernas e queixo trêmulos, a coluna curvada e o andar lento. Foi batizada em 1817 por James Parkinson. Hoje sabe-se que esses pacientes têm deficiência de dopamina.

Proteína: nutriente essencial composto por aminoácidos. Ele fornece energia para o corpo e é necessário para a construção de novas células e para a manutenção dos músculos, para carregar outros nutrientes pelo corpo e para dar apoio ao sistema imunológico.

Radicais livres: são moléculas instáveis, com um número ímpar de elétrons em seus átomos. Para ficar estável, rouba elétrons de outras moléculas, tornando-a outro radical livre, gerando uma reação em cadeia chamada estresse oxidativo.

Senescência: o processo de envelhecimento

Síndrome das pernas inquietas: ocorre por uma lesão na parte do sistema nervoso que controla o movimento das pernas. Como geralmente atrapalha o sono, é considerada uma doença do sono. Sintomas: Pessoas com essa doença apresentam sensações estranhas nas pernas e algumas vezes também nos braços e uma vontade irresistível de balançá-los para se livrar dessas sensações. Elas são difíceis de descrever: não são dores, mas são desconfortáveis, causam um peso nas pernas e uma espécie de coceira. As sensações geralmente pioram no momento de descanso e são menos intensas durante do dia. Enquanto os sintomas são muitas vezes fracos em jovens adultos, costumam ficar graves em pessoas com mais de 50 anos.

veja também