Governo quer criar unidade móvel oncológica

Governo quer criar unidade móvel oncológica

Atualizado: Quinta-feira, 1 Novembro de 2012 as 2:31

 

Câncer de mama é o que mais mata mulheres não só no Brasil, como no mundo. Mesmo tendo o maior índice de fatalidade, o câncer de mama quando descoberto no início tem 80% dos casos curados.

O ministério da Saúde quer implantar um programa de unidade oncológicas móveis para levar a mamografia, exame que detecta o tumor na mama, onde as mulheres não têm acesso a esse tipo de exame.

Segundo o diretor geral do Instituto Nacional do Câncer, a implantação de um programa como esse será viável, mesmo com um país com dimensões continentais. “Ele está incluído em um conjunto de ações do controle de câncer de mama no país, lançado pela presidenta Dilma em março do ano passado. Um investimento de mais de R$ 4,5 bilhões, que garante o acesso à mamografia. E uma das necessidades que nós temos, além da qualificação de profissionais e da qualidade dos equipamentos, é alcançar as mulheres nas partes mais distantes do país”, afirma.

É preciso que as secretarias de saúde estaduais e municipais se habilitem a receber o programa. “Elas têm que fazer um cadastro e apresentar seu pleito, e o ministério irá atendê-las nas suas necessidades. Nós vamos passar de em torno de 3 milhões de mamografias para 7 milhões no próximo ano”, explica.

As mulheres não vão poder procurar direto as unidades. Elas terão que ser encaminhadas por um médico de família ou de um posto de saúde.

 

Com informações de G1

veja também