Gripes e resfriados são responsáveis por 20% das dores dos brasileiros

Gripes e resfriados são responsáveis por 20% das dores dos brasileiros

Atualizado: Segunda-feira, 23 Junho de 2008 as 12

A chegada do inverno facilita a proliferação de vírus e a transmissão de doenças como gripes e resfriados. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as epidemias anuais de gripe contaminam de 5% a 15% da população mundial e são responsáveis por cerca de 250 mil a 500 mil mortes por ano. Uma pesquisa encomendada pela Bayer Healthcare à Ipsos Insight, com o objetivo de entender os hábitos e atitudes dos brasileiros diante da dor física, revelou que 20% das dores sentidas foram provenientes de gripes e resfriados. O levantamento, realizado no início do ano, contemplou 800 pessoas das classes A, B e C, com idades entre 18 e 65 anos, das cidades de Porto Alegre, Recife e São Paulo.

De acordo com o estudo, 38% das dores de cabeça relatadas foram causadas por gripes e resfriados. Além disso, as infecções foram responsáveis por 10% das dores nas costas, 23% das dores no corpo, 17% das dores de garganta e 16% das febres.

As gripes são provocadas pelo vírus Influenza e têm início abrupto. Os principais sintomas são a febre alta, tosse e dor de cabeça que podem durar vários dias evoluindo com outras complicações graves, como pneumonia, por exemplo. Já os resfriados podem ser causados por diversos vírus, mas os sintomas são mais brandos e de recuperação mais rápida. Além de tosse, dor de cabeça e febre, são marcados por sintomas característicos do comprometimento das vias aéreas superiores como irritação na garganta, coriza e obstrução nasal.

Entre os consultados que sentiram "dores de gripe", 20% relataram dores de cabeça que chegaram a impedir a realização de atividades. A intensidade das dores, em geral, tende a ser moderada, mas quase a totalidade da amostra afirmou tomar algum medicamento por contra própria para amenizar os sintomas.

Evitar o contágio é difícil, mas algumas práticas como manter o ambiente arejado, evitar locais com exposição ao ar condicionado por muito tempo e evitar locais fechados com grande acumulo de pessoas, podem prevenir o contágio. Os especialistas recomendam, ainda, o consumo preventivo de vitamina C para fortalecer o sistema de defesa do organismo e o uso de analgésicos para combater os sintomas.

As diferenças entre gripes e resfriados:

Gripe

Duração dos sintomas: Vários dias

Início: Abrupto

Principais sintomas: Febre alta, tosse e dor de cabeça e muscular que podem durar vários dias

Ocorrência: Mais comum no inverno

Resfriado

Duração dos sintomas: Poucos dias

Início: Gradual

Principais sintomas: Tosse, irritação na garganta, dor de cabeça obstrução nasal e coriza

Ocorrência: Durante todo o ano

Postado por: Claudia Moraes

veja também