Água do Mar Morto traz muitos benefícios à pele

Água do Mar Morto traz muitos benefícios à pele

Atualizado: Quarta-feira, 14 Maio de 2008 as 12

Rica em sais minerais, a água do Mar Morto pode ser usada em diversas formulações de produtos cosméticos e nos tratamentos dermatológicos

Um bom cosmético deve ser reconhecido principalmente pela procedência e qualidade das matérias-primas que fazem parte da composição. Desta maneira, as grandes indústrias do setor estão investindo maciçamente na utilização da água do Mar Morto, a mais rica do mundo na concentração de minerais, com surpreendentes 32% de sais. Localizado entre dois países do oriente, Israel e Jordânia, a água do Mar Morto chega a ter uma concentração de sais dez vezes maior que a água dos Oceanos. Estas águas são, portanto, consideradas essenciais para a sobrevivência da humanidade e para manter a jovialidade e a beleza da pele, além de atuar eficazmente nos tratamentos para rejuvenescimento, doenças reumáticas e dermatológicas, como a psoríase.

Na realidade, o Mar Morto é um grande lago, onde deságua o rio Jordão. Ele está a 392 metros abaixo do nível do mar, sendo considerado o ponto mais baixo de toda a superfície do planeta. De tão grande, parece mesmo um mar: tem 85 quilômetros de comprimento e 17 quilômetros de largura. É tanto sal na água que não tem peixe, alga ou camarão que consiga viver ali dentro. Por isso, o nome de Mar Morto.

Recém chegado de Israel, o Médico Cosmiatra e Membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, Dr. Jardis Volpe, participou de um grupo de pesquisadores que estudam os reais benefícios da água do Mar Morto sobre a pele. "Ao desempenhar suas complexas funções, as células da pele "comunicam-se" umas com as outras. Os minerais são fundamentais na troca de "dados" entre elas e ajudam a transmitir sinais intercelulares, que permitem a renovação das células e a nutrição das camadas mais superficiais da pele. A água do Mar Morto, com toda a riqueza de sais que contém, colabora perfeitamente nestas funções celulares", comenta Dr. Jardis.

Diante disto, a água e os minerais do Mar Morto já estão sendo utilizados na indústria cosmética. "São produtos para hidratação da pele, do rosto e do corpo, seruns e cremes anti-aging, produtos para a área dos olhos, máscaras faciais e capilares, produtos para os cabelos, hidratantes, protetores solares, entre outros. Posso destacar a máscara Miracle Noir, do Premier. Feita a partir da água do Mar Morto, que é aplicada na pele por quinze minutos. Após esse período, ela é removida com uma barra mineral (um imã) que remove as partículas escuras, sem remover os princípios ativos, que ficam agindo na pele por oito horas. A pele, já de imediato, ganha uma consistência mais firme, mais viçosa e hidratada. A máscara pode ser aplicada em consultório uma vez por semana, de 6 a 8 vezes", completa Volpe.

Entre os principais sais encontrados na água do Mar Morto estão:

Cálcio - Age como um regulador em vários processos celulares, como diferenciação e divisão celular (isso quer dizer que ele é essencial para a renovação da pele), restaura a membrana lipídica natural da pele (evita ressecamentos e desidratações, além de recuperar a pele após tratamentos como peelings, lasers, ou após exposições ao frio ou ao sol). Regula a normalização da cor da pele (ajuda no clareamento de manchas) e também auxilia na produção dos antioxidantes naturais da pele (que retardam o envelhecimento ambiental e cronológico).

Magnésio - Atua sobre o sistema imunológico da pele. Ele é importante para se evitar rigidez e calcificação dos tecidos. O Magnésio ajuda na síntese de proteínas e na produção de energia celular. Ausência de potássio pode levar a quadros de pele ressecada ou acne.

Manganês - Tem propriedades antioxidantes, melhora a micro-circulação da pele e a condição do tecido conectivo.

Boro - È eficaz em reduzir lesões de psoríase.

Sódio - Atua no equilíbrio osmótico e melhora o metabolismo celular.

veja também