Água em abundância: mito ou realidade?

Água em abundância: mito ou realidade?

Atualizado: Segunda-feira, 22 Setembro de 2008 as 12

Beber muita água é bom para a saúde? A água é essencial para o corpo humano, mas a definição de que todas as pessoas necessitam diariamente de dois litros de água pode ser mais um dos "mitos" alimentícios.

A obrigação de ingerir líquidos não pode ser fixada. O próprio corpo é quem determina a quantidade necessária, a qual depende de alguns fatores pessoais que estão diretamente relacionados ao sexo, idade, atividade física e até temperatura ambiente.

De acordo com o nutrólogo Maximo Asinelli, o correto é beber água sempre que sentirmos sede: "as pessoas devem criar a consciência de que beber água é uma necessidade do corpo, e é ele quem oficializa essa vontade", afirma. A água em maior quantidade deve ser consumida somente em casos de exceção como febre alta ou durante a prática de esportes.

Asinelli ainda releva a importância de que a ingestão exagerada de líquidos tem como conseqüência a dilatação do estômago, fazendo com que a pessoa coma mais. Além disso, existe outro fator que pode gerar mal estar às pessoas: "certo abuso também pode favorecer a diminuição do suco gástrico, que acaba atrapalhando a digestão", frisa o nutrólogo.

Ainda assim, vale ressaltar que o nosso corpo é composto 60% de água e que, em alguns casos, toda essa necessidade pode ser controlada por uma dieta balanceada. Se a pessoa mantiver um consumo freqüente de frutas (as quais tem em composição 90% água) a necessidade do corpo será mínima, e não será preciso que exista uma ingestão forçada do líquido. O ideal, afirma o Nutrólogo, é de que pessoas que estejam em processo de dietas de redução de peso bebam água em pequenos "goles" continuamente durante todo o dia e evitem ingerir líquidos durante as refeições.

De qualquer forma, o mais importante é respeitar as vontades do nosso corpo. Lembre-se, como nossos pais já diziam: tudo em excesso faz mal, até água.

Postado por: Claudia Moraes

veja também