Hospital terá que dar R$ 25 mil à idosa que ficou cega após cirurgia

Hospital terá que dar R$ 25 mil à idosa que ficou cega após cirurgia

Atualizado: Terça-feira, 20 Setembro de 2011 as 1:35

Os desembargadores da 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenaram o hospital Santa Beatriz, em Niterói, região metropolitana do Estado, a pagar R$ 25 mil de indenização, por danos morais, a uma idosa que perdeu a visão do olho esquerdo, o único com que ainda enxergava, após passar por uma cirurgia de catarata no estabelecimento.

Seis dias depois do procedimento, Eunice de Oliveira teve um descolamento de retina, que lhe causou a cegueira. Segundo desembargadora Leila Albuquerque, o hospital não relatou à paciente, durante os exames preparatórios, todos os riscos que corria e também não estava preparado para as consequências prováveis daquela situação, pois a encaminhou para outro local na tentativa de lhe salvar a visão. 

De acordo com a perícia judicial, havia risco cirúrgico grau 3, que “significa que havia naquele momento doença sistêmica grave, de difícil controle, com comprometimento da atividade normal e com impacto sobre a anestesia e a cirurgia”.

Para o perito, por medida de segurança, uma retinopexia deveria ser realizada sob monitorização anestésica em unidade hospitalar que tivesse UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e, preferencialmente, que pudesse contar sem grandes atropelos com a concorrência de especialistas de outras áreas.

 A sentença de primeira instância deu procedência parcial ao pedido da autora para condenar o hospital a pagar R$ 75 mil, a título de danos morais.  Em grau de recurso, o valor foi reduzido, pois não houve comprovação de falha no curso da operação realizada.

Para a relatora da decisão, houve um dimensionamento incorreto das possíveis consequências da operação de catarata em uma paciente idosa e com problemas de saúde anteriores, tanto que já perdera anteriormente a visão de um olho.

veja também